N. 782/2020

Tipo de projeto e valor máximo de financiamento

Projeto integrado (máximo 50.000 Euros)

Eixos de intervenção em que se enquadra o projeto

Financiamento

Valor solicitado

48.960,00 €

Valor de outros financiamentos

2.500,00 €

Valor total

51.460,00 €
Mapa de localização da candidatura

Mapa das candidaturas financiadas


Registos

BEJACOLHE - Cultura e Diversidade

"BEJACOLHE Cultura e Diversidade" é um projeto de intervenção social concebido para interagir junto da comunidade imigrante com o objetivo de promover a sua integração através das artes. Fomentando a participação dos imigrantes e da população local como agentes da mudança, esta iniciativa pretende contribuir para o surgimento de novas formas de diálogo promotoras da inclusão social. Porque quando Beja acolhe, Beja também colhe. O território de intervenção deste projeto é a zona velha da cidade de Beja, local histórico predominantemente constituído por edifícios museológicos e administrativos do concelho de Beja. Esta parte da cidade é atualmente um lugar muito frequentado pelos novos moradores, jovens imigrantes provenientes de países tão distantes da lusofonia como é o caso de Senegal, Guiné-Conacri, Paquistão, Índia entre outros. Apesar do crescente aumento do número de imigrantes, nota-se um défice de práticas que promovam a sua integração como novos moradores da cidade de Beja.

Objetivos

Objetivo geral e justificação

BEJACOLHE visa a promoção da inclusão social dos novos moradores da cidade de Beja, também denominados imigrantes, através de ações baseadas em arte e comunidade executadas de forma integrada e em parceria com outras entidades de forma a combater a exclusão social, procurando sempre contribuir para a capacitação dos respetivos atores com o objetivo de melhorar as suas competências pessoais e sociais. Apesar do crescente aumento do número de imigrantes na cidade de Beja, nota‑se um défice de práticas que promovam a integração, havendo a necessidade de se criar respostas inovadoras capazes de envolver a própria população na criação de pontes, contrariando o incremento de estigmas e preconceitos. A partir de dinâmicas interativas baseadas em arte e comunidade, este projeto pretende contribuir para o vazamento de estereótipos negativos e destacar o papel das artes e da cooperação como alternativa na construção de um mosaico cultural colaborante e, onde todos os atores são protagonistas.

Objetivo específico 1 e justificação

INTEGRAÇÃO PELA ARTE ‑ BEJACOLHE pretende dinamizar a formação de um grupo de arte comunitária de elevada qualidade estética e artística constituído por imigrantes e população local, capaz de dialogar com outros projetos culturais já existentes. As artes em comunidade conduzem os participantes para a ação, desenvolvem os seus níveis de autonomia e promovem o sujeito ativo perante a passividade, contribuindo, deste modo, para a sua transformação. Valorizando a cultura de proveniência dos novos moradores, este projeto pretende ser um espaço‑laboratório, onde as comunidades se entrelaçarão numa dinâmica criativa comum e, onde a aquisição de novas competências é constantemente incentivada.

Objetivo específico 2 e justificação

AUTO‑ORGANIZAÇÃO E CONTINUIDADE ‑ BEJACOLHE pretende promover duas iniciativas paralelas com o objetivo de incentivar a auto‑organização dos imigrantes e garantir a continuidade do projeto no território de Beja, nomeadamente, a criação e dinamização de um espaço físico multicultural e multifuncional, capaz de funcionar o ponto de encontro das comunidades e simultaneamente motivar a constituição de uma associação de imigrantes, capacitada para interagir com instituições relevantes para o processo de legalização e integração. Estes objetivos alinham‑se com a necessidade de promover a gestão participativa por parte da comunidade imigrante, incentivando assim, o desenvolvendo de competências favoráveis à continuidade das actividades. Sob a mesma prespectiva, pretendemos criar uma imagem identitária sólida que granjeie a simpatia do público e das entidades empresariais locais de forma a promover a continuidade do BEJACOLHE.

Objetivo específico 3 e justificação

A LÍNGUA DE CAMÕES A PARTIR DE HISTÓRIAS ‑ Os imigrantes residentes na zona velha da cidade de Beja são predominantemente jovens provenientes de países tão distantes da lusofonia como é o caso de Senegal, Guiné‑Conacri, Paquistão, Índia entre outros e, geralmente comunicam entre si nas suas línguas de origem, contribuindo inconscientemente para a criação de um fosso comunicacional que dificulta o próprio processo de integração. Através de um conjunto de ações com destaque para as oficinas dramatúrgicas baseadas em histórias de vida dos participantes e visitas guiadas de redescoberta de Beja como cidade com história, este projeto pretende envolver a comunidade na exploração da língua portuguesa como instrumento importante no processo de inclusão, aquisição de novas competências e ascensão profissional.

Objetivo específico 4 e justificação

CONHECIMENTO É SAÚDE ‑ A informação desempenha um papel fundamental na prevenção das doenças e na promoção de hábitos de vida saudáveis. A comunidade imigrante da cidade de Beja vive predominantemente concentrada em habitações precárias onde por vezes dezenas de indivíduos partilham espaços exíguos, facilitando assim, a propagação de doenças como a covid19. Este projeto propõe‑se como um elo privilegiado de ligação entre as entidades sanitárias e a comunidade imigrante, apoiando na disseminação da informação seja através das redes socias em páginas criadas especialmente para interagir com os participantes do projeto e, posteriormente, através da dinamização de sessões de informação/esclarecimentos, em colaboração com a delegação de saúde de Beja.

Objetivo específico 5 e justificação

CRIATIVIDADE AMIGA DO AMBIENTE Todas as oficinas de criatividade a serem dinamizadas pelo projeto serão sempre laboratórios amigos do ambiente, procurando destacar o papel das artes e da sustentabilidade ambiental na promoção da integração dos novos moradores e, cruzando estes dois conceitos numa dinâmica de produção artística onde a redução, reutilização e reciclagem dos materiais são tidas como regra‑base em todas as fases de conceção de objetos cenográficos, figurinos, adereços, instrumentos de música entre outros artefactos utilizados pela comunidade nas apresentações públicas relacionadas com o projeto.

Parceria local

Promotora

Chamadarte - Associação Socio-cultural

Parceira

SOLIDARIEDADE IMIGRANTE - Associação para a Defesa dos Direitos dos Imigrantes

Território(s) de intervenção

1. Centro Histórico de Beja - Salvador e Santa Maria da Feira

Beja (Salvador e Santa Maria da Feira), Beja
Critério 1. Condições de habitabilidade deficientes ou precárias, nomeadamente:
Exiguidade do espaço habitável
Critério 2. Número significativo de moradores com rendimentos baixos ou muito baixos, nomeadamente:
Pessoas indocumentadas, requerentes de asilo, refugiados, apátridas ou em condições semelhantes
Critério 4. Número significativo de pessoas com constrangimentos de acesso a cuidados de saúde, nomeadamente por:
Falta de documentação ou barreira linguística
Critério 7. Exclusão social
Número significativo de pessoas em situação de exclusão social, isolamento ou abandono, nomeadamente idosos, pessoas em situação de sem abrigo ou vítimas de tráfico

2. Centro Histórico de Beja - Santiago e São João Baptista

Beja (Santiago Maior e São João Baptista), Beja
Critério 1. Condições de habitabilidade deficientes ou precárias, nomeadamente:
Exiguidade do espaço habitável
Critério 2. Número significativo de moradores com rendimentos baixos ou muito baixos, nomeadamente:
Pessoas indocumentadas, requerentes de asilo, refugiados, apátridas ou em condições semelhantes
Critério 4. Número significativo de pessoas com constrangimentos de acesso a cuidados de saúde, nomeadamente por:
Falta de documentação ou barreira linguística
Critério 7. Exclusão social
Número significativo de pessoas em situação de exclusão social, isolamento ou abandono, nomeadamente idosos, pessoas em situação de sem abrigo ou vítimas de tráfico

Atividades

1. Espaço "Ponto do encontro"

Criação de um espaço físico que irá operar como local de convergência dos participantes no projeto e por eles dinamizado. A renovação e ornamentação do espaço será uma atividade a ser desenvolvida pela comunidade onde se inclui a reciclagem de materiais, mobiliários com o objetivo de se criar uma identidade própria relacionada com o projeto. É neste espaço que serão realizadas parte das oficinas previstas no plano de atividades assim como os encontros enquadrados do processo da constituição da associação de imigrantes. Periodicidade: 1º semestre; Participantes: BEJACOLHE e destinatarios
Destinatários preferenciais
Adultos (população em idade ativa), Mulheres, Migrantes, Toda a comunidade

2. Primeira Cena - Oficina de Teatro Comunitário

Esta atividade tem como finalidade a criação de um grupo de teatro inclusivo constituído por imigrantes e pela população local. Esta oficina funcionará como laboratório onde os participantes se entrelaçarão numa dinâmica criativa comum, expressando ideias, partilhando culturas e, adquirindo competências artísticas para a criação de espetáculos de qualidade e, onde todos são protagonistas. Em colaboração com o FITA - Fest. Int.Teatro Alentejo, pretendemos convidar especialistas em teatro, dança, artes circenses para dinamizarem algumas sessões da oficina. Orientador técnico projeto e convidados
Destinatários preferenciais
Adultos (população em idade ativa), Migrantes, Toda a comunidade

3. Histórias na Língua de Camões

Oficina dramatúrgica de caracter regular que cruza as histórias trazidas pelos participantes com a história de Beja, sua cidade acolhedora. Esta oficina pretende envolver a comunidade imigrante na exploração da língua portuguesa como instrumento importante no processo de inclusão, aquisição de novas competências e ascensão profissional. Tencionamos uma futura colaboração com a Biblioteca Municipal de Beja, e convidar algumas personalidades na área da narração de histórias para dinamizarem algumas destas oficinas.Periodicidade: regular; Orientador: técnico especializado do projeto e convidados
Destinatários preferenciais
Adultos (população em idade ativa), Migrantes

4. Corpos sonoros - Oficina de instrumentos musicais

Esta é uma oficina de criatividade amiga do ambiente onde os participantes constroem esculturas sonoras ou instrumentos de música alternativos a partir do aproveitamento dos resíduos ou outros materiais geralmente descartados no lixo dos ecopontos ou em terrenos baldios de Beja. Esta atividade tem como objetivos, sensibilizar a comunidade para uma cidadania mais participativa na promoção da sustentabilidade ambiental e a necessidade de sermos cada vez mais criativos no nosso contributo para preservação do meio ambiente. Periodicidade: regular; Orientadores: técnico especializado do projeto
Destinatários preferenciais
Adultos (população em idade ativa), Migrantes

5. Cenografando - Oficina de Adereços e Figurinos

Esta oficina tem como objetivo a criação de artefactos cenográficos como figurinos, adereços, máscaras, cabeçudos enfim, artefactos a serem utilizados pelos atores comunitários nas suas apresentações públicas. Além da consciência ambiental, esta oficina visa promover a partilha de saberes antropológicos dos participantes e, a promoção da partilha de competências ao nível de técnicas inspiradas no saber-fazer comunitário Periodicidade: regular; Orientadores: técnico especializado afeto ao projeto e voluntários destinatários do projeto.
Destinatários preferenciais
Migrantes, Toda a comunidade

6. Clube da saúde

Criação de um clube focado no desenvolvimento de conteúdos multimídia sobre temas de interesse (ex. covid 19) com o objetivo de sensibilizar, informar ou alertar a comunidade alvo. Estes conteúdos serão partilhados através do WhatsApp, Facebook ou Instagram em comunidades relacionadas com o projeto. Nota: Devido à situação de pandemia, a interação/comunicação com a comunidade afeta ao projeto será primeira dinamizada através da internet. Periodicidade: regular; Dinamizador: voluntária especializada afeta ao projeto
Destinatários preferenciais
Adultos (população em idade ativa), Mulheres, Migrantes, Toda a comunidade

7. Clube do Chá - confraternização no feminino

Dinamizado por mulheres e para mulheres, o clube do chá pretende ser um espaço de incentivo à participação feminina no processo de inclusão, a partir de um lugar de fala onde, estas se sintam confortáveis para criar amizades, partilhar histórias, experiências, preocupações, entre outros assuntos. Clube de chá é basicamente um ambiente de amizade e entre ajuda no feminino. Periodicidade: regular; Orientadoras: voluntárias destinatárias do projeto
Destinatários preferenciais
Mulheres

8. Jogos do Mundo - Oficina de jogos tradicionais

Jogos do Mundo é um espaço de confraternização e convívio comunitário tendo como mote os jogos tradicionais dos vários cantos do mundo. Baseado no conceito ecológico da reutilização dos materiais, os participantes partilham a construção de jogos populares ou tradicionais dos seus países de origem, proporcionando momentos de diversão e de confraternização intercultural a partir do jogo. Periodicidade: Esporádica; Orientadores: grupo de voluntários destinatários do projeto
Destinatários preferenciais
Migrantes, Toda a comunidade

9. Caminhada Cultural

Caminhada cultural é uma actividade onde a comunidade percorre determinados trilhos ao encontro de locais históricos tais como ruínas arqueológicas localizadas fora da cidade, como forma de redescobrir a história de Beja como local histórico e turistico. Com esta prática, BEJACOLHE pretende promover o contacto dos imigrantes com a história de Portugal, seu país de acolhimento e, ao mesmo tempo, fomentar hábitos de vida saudável baseadas no exercício físico.Periodicidade: Mensal; Dinamizadores: Grupos de voluntários afectos e destinatários do projecto
Destinatários preferenciais
Adultos (população em idade ativa), Mulheres, Famílias, Migrantes, Toda a comunidade

10. Sabores do Mundo

É uma oficina onde os participantes são convidados a partilhar a riqueza do seu país de origem a partir da gastronomia, confecionando pratos de referência cultural e partilhando histórias a eles relacionados. Além da partilha, esta oficina tem como objetivo a promoção de hábitos de alimentação saudável através do incentivo ao consumo de alimentos naturais e à utilização da dieta mediterrânea. Nota: Devido à situação de pandemia, a primeira fase desta oficina será dinamizada através da internet, a través de vídeos e quando possível, através de encontros de degustação abertos à comunidade.
Destinatários preferenciais
Adultos (população em idade ativa), Migrantes, Toda a comunidade

11. O Nosso Canto é Lindo

O cante alentejano, património imaterial da humanidade é a cultura de referência na cidade que acolhe a comunidade imigrante. BEJACOLHE pretende promover esta forma de arte, criando um espaço de encontro dinamizados com o apoio de grupos de cantares alentejanos onde a partilha de formas de cantar tradicionais sejam o prato forte. Periodicidade: regular; Orientadores: Voluntários e especialistas em cante Alentejano.
Destinatários preferenciais
Adultos (população em idade ativa), Migrantes, Toda a comunidade

12. Apresentação Pública

É uma das atividades de referência do projeto que consistirá na apresentação de alguns resultados em forma de espetáculo comunitário com a participação da comunidade, parceiros, colaboradores e convidados do projeto. Esta apresentação será em forma de espetáculo multicultural em praça pública onde todos os habitantes são convidados a participar Periodicidade: Final do projeto; Participantes: Toda a comunidade.
Destinatários preferenciais
Adultos (população em idade ativa), Mulheres, Famílias, Migrantes, Toda a comunidade

13. Criação da Associação de Imigrantes

BEJACOLHE pretende dar todo o apoio técnico e logístico à comunidade imigrante de forma a ser possibilitar a constituição de uma associação de imigrantes capacitada de interagir de forma institucional na defesa dos seus direitos. Pretendemos encorajar e apoiar todo o processo de criação da associação, desde a capacitação dos intervenientes até ao apoio técnico para a sua constituição. Periodicidade: regular; Dinamizador: BEJACOLHE e comunidade imigrante
Destinatários preferenciais
Migrantes

14. Comunicação DIgital

Irá ser criado um website do projeto onde irão constar todas as informações institucionais, assim como a descrição das principais atividades desenvolvidas. Paralelamente serão criadas páginas nas redes sociais Facebook e Instagram para a divulgação das atividades regulares e para o alerta para alguns temas impactantes (ex: alertas de saúde). Para além de manter estes canais atualizados o projeto irá recorrer a técnicas de Marketing digital como forma de aumentar a visibilidade do projeto. Periodicidade: regular; Dinamizador: voluntária especializada afeta ao projeto
Destinatários preferenciais
Adultos (população em idade ativa), Mulheres, Migrantes, Toda a comunidade

15. Promoção e angariação de parcerias

Gestão da parceria com a SOLIDARIEDADE IMIGRANTE, através de reuniões periódicas e encaminhamento de imigrantes para quesões relacionadas com a sua legalização. Ainda neste âmbito o projeto BEJACOLHE pretende dinamizar outras parcerias nomedamente com intiituições administrativas de Beja, com festivais, escolas de referencia ao nível das artes do palco de modo a criar uma dinâmica de colaboração, que enriqueçam as atividades artísticas definidas nos objetivos. e que ao mesmo tempo proporcionem condições para a continuidade do projeto.
Destinatários preferenciais
Migrantes, Toda a comunidade

16. Um processo em constante construção

Apesar de termos enumerado várias atividades, estas são meros impulsionadores para objetivos a atingir. O que pretendemos é que este projeto seja de tal modo participativo que ao longo do processo possam surgir novas ideias e novas atividades, podendo outras ser abandonadas de acordo com os interesses dos participantes e como forma mais eficaz para atingir os objetivos propostos.
Destinatários preferenciais
Adultos (população em idade ativa), Mulheres, Migrantes, Toda a comunidade