N. 304/2020

Tipo de projeto e valor máximo de financiamento

Projeto integrado (máximo 50.000 Euros)

Eixos de intervenção em que se enquadra o projeto

Financiamento

Valor solicitado

49.750,00 €

Valor de outros financiamentos

0,00 €

Valor total

49.750,00 €
Mapa de localização da candidatura

Mapa das candidaturas financiadas


Registos

A Voz da Comunidade

A Voz da Comunidade é um projeto de intervenção comunitária com foco no combate à pobreza e à exclusão social. Uma das premissas deste projeto é a consciência de que não poderá haver um projeto para a comunidade local sem o envolvimento da própria comunidade. É nosso objetivo ir ao encontro das aspirações dos moradores resultantes das auscultações que já foram feitas no território, em particular da comunidade cigana local representada por 20 famílias ciganas. A integração social só é possível com a garantia dos direitos básicos, nomeadamente nas áreas da saúde, social e ambiental. Consideramos que o projeto é inovador pela sua metodologia participativa que coloca a comunidade local enquanto agente de mudança social. A população residente na freguesia da Salvada corresponde a 1097 indivíduos, à distância de 17km de Beja colocando esta localidade à margem das principais respostas sociais. O presente projeto vai minimizar o impacto causado pela exclusão social e dar “voz à comunidade”.

Objetivos

Objetivo geral e justificação

O Projeto A Voz da Comunidade tem como principal objetivo promover a cidadania inclusiva e de não discriminação através de ações para a desconstrução de estereótipos e combate à pobreza, com o envolvimento dos moradores do bairro da Salvada, minimizando o impacto causado pela exclusão social. Justificação:A maioria das famílias residentes no bairro da Salvada trabalha fora da freguesia, principalmente em Beja, cidade que dista 17,5km desta freguesia. É uma freguesia rural onde as principais atividades económicas são a agricultura e pequenas lojas. Esta freguesia carateriza-se por uma população envelhecida, tendo nos últimos anos existido um aumento de residentes jovens, devido ao elevado valor habitacional na cidade de Beja. Aqui residem cerca de 20 famílias ciganas que vivem em casas de alvenaria e barracas sem condições de saneamento e/ou eletricidade. Na Salvada encontramos famílias em situação de fragilidade socioeconómica associada à situação de desemprego e à exclusão social.

Objetivo específico 1 e justificação

Melhorar a qualidade de vida da comunidade local ao nível da saúde através de ações de formação/informação e campanhas de prevenção relacionadas com a atual pandemia e outros cuidados básicos de saúde. Justificação: A comunidade local vive isolada a quase 20km da cidade mais próxima. Nesta freguesia existem dois lares e centros de dia, um infantário, pré-escolar e 1º ciclo, um posto de saúde e um posto dos correios. Os principais problemas reportados ao nível da saúde passam pela desinformação, pela elevado número de casos de COVID-19. Os dados indicam ainda, que a maioria das crianças cumpre o plano de vacinação habitualmente até aos 18 meses, sendo que as consultas na infância e juventude também vão diminuindo, recorrendo-se ao médico apenas quando se está doente. Neste sentido procuraremos combater a desinformação, apoiar com Equipamento de Proteção Individual e estabelecer a ponte entre a comunidade local e os serviços de saúde.

Objetivo específico 2 e justificação

Promover uma cidadania plena com a garantia do exercício dos direitos cívicos e sociais, nomeadamente nas áreas da educação/formação, emprego e habitação essenciais à integração social. Justificação: A maioria das famílias locais é beneficiária de RSI. As habilitações escolares são geralmente muito baixas ao nível do 1º ciclo, em especial na comunidade cigana onde existe um elevado número de pessoas sem escolaridade. O número de desempregados é elevado e os trabalhos, quando existem, são bastante precários e estão geralmente relacionados com a agricultura muitas vezes sazonal. As pequenas lojas existentes têm sofrido com a pandemia, levando a alguns encerramentos. Ao nível da habitação, muitas famílias, em particular de etnia cigana, vivem em barracas sem condições dignas. O aquecimento das casa no inverno é difícil originando o recurso a lumes de chão e/ou fogueiras que resultam em acidentes domésticos ou problemas de saúde.

Objetivo específico 3 e justificação

Promover a inclusão através da mediação, valorizando o papel de mediadores locais e interculturais que estabelecem a ponte entre os serviços gerais e a população local, e na desconstrução de estereótipos, mitos e preconceitos associados às comunidades marginalizadas, em particular à etnia cigana. Justificação: O bairro da Salvada, devido à sua localização e à falta de recursos, vive cada vez mais isolado da cidade mais próxima: Beja. A Agarrar Exemplos conhece a realidade na qual se propõe intervir em particular a realidade da comunidade cigana. As suas protagonistas e mediadoras assumem knowhow, visibilidade sociopolítica aliada a trabalho no terreno de mais de 20 anos que as qualifica e garante reconhecimento pela comunidade cigana e não cigana e maior facilidade na intervenção nesta área. Neste sentido, urge mobilizar a comunidade para a criação de uma associação local que defenda os seus direitos e seja a voz da comunidade.

Objetivo específico 4 e justificação

Promover o sentimento de valorização e pertença ao bairro através de ações relacionadas com o meio ambiente. Justificação:A falta de condições de higiene derivada da desorganização das habitações não clássicas no bairro da Salvada conduz ao sentimento de indiferença e não pertença ao bairro. A falta de infra-estruturas, de espaços públicos, de áreas para equipamentos, assim como arruamentos precários desorganizados e deficiências nos sistemas de recolha do lixo, são problemas que queremos minimizar. Consideramos que intervir ao nível ambiental pode ajudar a criar um ambiente mais acolhedor, nomeadamente através da limpeza das ruas, recolha de lixo de maiores dimensões e instalação de ecopontos. Será igualmente necessário sensibilizar a comunidade para a importância da separação e reciclagem do lixo.

Parceria local

Promotora

Agarrar Exemplos - Associação de Desenvolvimento e Promoção das Comunidades Ciganas

Parceira

UCC de Beja

Território(s) de intervenção

1. Bairro da Salvada

Salvada e Quintos, Beja
Critério 1. Condições de habitabilidade deficientes ou precárias, nomeadamente:
Mau estado das habitações, por deficiente construção, falta de manutenção ou por estarem situadas em territórios afetados por incêndios nos últimos cinco anos
Exiguidade do espaço habitável
Desadequação severa dos espaços comuns
Ventilação e iluminação solar insuficientes ou baixo conforto térmico e acústico
Critério 2. Número significativo de moradores com rendimentos baixos ou muito baixos, nomeadamente:
Pessoas em situação de desemprego, lay-off ou precariedade laboral
Pessoas com poucos anos de escolaridade
Pessoas abrangidas por prestações e apoios do subsistema público da ação social
Critério 3. COVID-19
Número significativo de pessoas de risco em caso de COVID-19, nomeadamente idosos e portadores de doenças crónicas
Critério 4. Número significativo de pessoas com constrangimentos de acesso a cuidados de saúde, nomeadamente por:
Falta de condições de mobilidade e transporte
Falta de capacidade económica para aquisição de medicamentos
Critério 5. Programa Nacional de Vacinação
Taxa de cobertura vacinal do Programa Nacional de Vacinação, atualizado para a idade, inferior a 95 %
Critério 6. Número significativo de crianças e jovens em idade escolar a não frequentar a escola ou com elevada percentagem de insucesso, nomeadamente por:
Abandono escolar
Falta de condições para aceder ao ensino a distância
Critério 7. Exclusão social
Número significativo de pessoas em situação de exclusão social, isolamento ou abandono, nomeadamente idosos, pessoas em situação de sem abrigo ou vítimas de tráfico

Atividades

1. A Voz da Saúde - Ações de sensibilização/Informação

Realização de 2 ações de sensibilização para a prevenção da pandemia provocada pela covid-19: uma dirigida a toda a comunidade local e outra específica para as famílias e crianças ciganas com recurso ao audiovisual:“O ciganinho Chico alerta”. As ações serão ministradas em parceria por um/a enfermeiro/a sensibilizando para a adoção de comportamentos adequados e desmistificando mitos relacionados com a doença que têm levado as pessoas a recorrer menos aos centros de saúde e consultas de rotina. Realização ainda de 1 ação de sensibilização sobre a importância do cumprimento do plano de vacinação.
Destinatários preferenciais
Crianças, Jovens, Adultos (população em idade ativa), Toda a comunidade

2. A Voz da Saúde - Campanhas

Realização de 2 campanhas de distribuição de Equipamento de Proteção Individual e álcool gel a toda a comunidade local. Nesta campanha tenciona-se igualmente fazer o levantamento de necessidades específicas de famílias relacionadas com medicamentos que não tenham a possibilidade de adquirir. Será igualmente estabelecida a ligação entre a comunidade e o centro de saúde através dos mediadores para a marcação de consultas, sinalização de casos específicos de doença que possam ter deixado e ser acompanhados e apoio ao cumprimento do respetivo plano de vacinação. Procuraremos distribuir 150 kits.
Destinatários preferenciais
Crianças, Jovens, Famílias, Toda a comunidade

3. A Voz da Sociedade - Sessões de procura ativa de emprego

Sessões com uma periodicidade semanal de procura ativa de emprego destinadas a adultos desempregados e jovens “NEET”. Nestas sessões serão abordadas as seguintes temáticas: preparação do CV; preparação para entrevista; elaboração de carta de apresentação; procura de ofertas de emprego; inscrição no centro de emprego; procura de ofertas de formação; apoio à criação do próprio negócio. As sessões serão adequadas a cada participante podendo em algumas delas ser só o apoio à criação de um plano pessoal de vida. Realização de pelo menos 50 atendimentos de apoio à procura ativa de emprego.
Destinatários preferenciais
Jovens, Adultos (população em idade ativa)

4. A Voz da Sociedade - Ações de Sensibilização sobre Gestão Doméstica

Dinamização de 3 ações de sensibilização dirigidas a famílias sobre gestão doméstica que abordam as seguintes temáticas: gestão do orçamento familiar; segurança e acidentes domésticos; planeamento e organização doméstica, dicas de poupança, entre outros. Às famílias que participarem nas ações será garantida a atribuição de cabazes alimentares no âmbito da atividade “Campanha de apoio alimentar”. Procuramos alcançar um total de 25 famílias.
Destinatários preferenciais
Famílias

5. A Voz Comunitária - Campanha de Apoio Alimentar

Realização de 2 campanhas de apoio a alimentar destinadas a 100 famílias. Serão elaborados cabazes alimentares com bens essenciais e de primeira necessidade. Procuraremos desenvolver estas campanhas no primeiro e segundo trimestre do projeto de forma a suprimir as principais necessidades e carências das famílias enquanto a pandemia predominar. O mediador terá um papel fundamental na sinalização das famílias e na distribuição dos bens.
Destinatários preferenciais
Famílias

6. A Voz Comunitária - Mediação e Associativismo

A mediação será uma constante ao longo de todo o projeto e será realizada ao nível dos serviços locais: centro de saúde, centro de emprego, finanças, segurança social, agrupamentos de escola, autarquia, entre outros. Os mediadores serão a voz da comunidade e das suas necessidades. Criação de 1 associação local independentemente do seu cariz. Pretendemos sensibilizar um grupo de moradores da comunidade local sobre a importância do associativismo enquanto voz da comunidade em prol da defesa de melhores condições para os residentes da Salvada.
Destinatários preferenciais
Toda a comunidade

7. A Voz (Con)Vida

Realização de 1 ação de limpeza do bairro com o apoio da junta de freguesia da Salvada e Quintos com a intenção de lavagem das ruas, remoção de lixo comum e lixo de maiores dimensões, requalificação de canteiros e ou de pequenos espaços verdes. Realização de 2 ações de sensibilização sobre reciclagem e separação de lixo bem como a colocação de mais eco-pontos no bairro. Procuraremos alcançar 20 adultos e 20 crianças e jovens.
Destinatários preferenciais
Crianças, Jovens, Adultos (população em idade ativa), Toda a comunidade