N. 133/2020

Tipo de projeto e valor máximo de financiamento

Serviço à comunidade (máximo 25.000 Euros)

Eixos de intervenção em que se enquadra o projeto

Financiamento

Valor solicitado

20.730,00 €

Valor de outros financiamentos

0,00 €

Valor total

20.730,00 €
Mapa de localização da candidatura

Mapa das candidaturas financiadas


Tempo para Cuidar 2.0_Bonfim

Tempo para Cuidar 2.0 surge na sequência de candidatura apresentada à Fundação Gulbenkian em 2020 com o objetivo central de atenuar os efeitos do isolamento e proporcionar cuidados de saúde aos idosos que acompanhamos nas respostas sociais de SAD, Centro de Dia e Centro de Convívio, retardando a degradação física, cognitiva e emocional. Este projeto, que terminará em dezembro de 2020 e que teve uma franca adesão por parte dos destinatários, contempla a prestação de cuidados de saúde no domicílio nas áreas de psicologia, terapia ocupacional e enfermagem. Fruto dessa experiência, identificámos outras necessidades, designadamente ao nível da podologia, de pequenas intervenções no domicílio, da capacitação dos profissionais e do esclarecimento das medidas de proteção face à pandemia provocada pela COVID-19,pelo que Tempo para Cuidar 2.0_Bonfim será uma versão melhorada, ao nível das atividades desenvolvidas e do seu alcance, que aumentará, como também ao nível do envolvimento de parcerias.

Objetivos

Objetivo geral e justificação

Combater os efeitos do isolamento social e físico junto de pessoas idosas, na sequência da atual crise sanitária provocada pelo novo coronavírus, proporcionando cuidados de saúde físicos e emocionais no domicílio. O encerramento de respostas sociais estruturantes do quotidiano de pessoas idosas e de outros adultos com limitações a vários níveis, determinado pela crise pandémica, condiciona de modo bastante significativo as interações destas pessoas e assume consequências preocupantes ao nível do seu bem estar, por vezes verdadeiramente degradantes, que importa combater com diligência e urgência, razão de ser do projeto Tempo para Cuidar 2.0_Bonfim.

Objetivo específico 1 e justificação

Prestar um conjunto de serviços de apoio ao domicílio – psicologia, terapia ocupacional e podologia - com o objetivo de combater o isolamento face à realidade pandémica, promover mecanismos e competências face a estados ansioso-depressivos resultantes da pandemia, fomentar relações de confiança, o diálogo e o sentido crítico; estimular e reabilitar a nível cognitivo com recurso a diferentes estratégias de diferentes áreas de saber procurando auxiliar na reorganização de rotinas e garantindo maior autonomia e novos sentidos a essas rotinas; combater problemas físicos e alterações anatómicas decorrentes do maior recolhimento e menor mobilidade. As necessidades acima elencadas prendem-se com o encerramento de respostas sociais dirigidas a idosos, bem como com o maior isolamento relacional e físico daqueles que já usufruíam de serviços exclusivamente no domicílio, com consequências evidentes ao nível do seu bem estar emocional e cognitivo, as quais pretendemos colmatar através do projeto.

Objetivo específico 2 e justificação

Melhorar as condições habitacionais em termos de acessibilidade e de segurança dos seus habitantes idosos e em resposta às suas necessidades biopsicossociais.

Objetivo específico 3 e justificação

Desenvolver, em parceria com a Alzheimer Portugal, ações de capacitação de diferentes profissionais no âmbito da demência, bem como de cuidadores informais sempre que possível, considerando que os destinatários mais relevantes deste projeto são pessoas idosas, algumas delas com processo demencial em curso, potenciado pelo encerramento de respostas sociais dirigidas à população idosa e pelo necessário recolhimento domiciliário, na sequência da crise sanitária atual.

Objetivo específico 4 e justificação

Esclarecer sobre as medidas mais importantes e necessárias para prevenir o contágio pela Covid-19, sensibilizando para a adoção de comportamentos responsáveis.

Parceria local

Promotora

A Benéfica e Previdente

Parceira

Junta de Freguesia do Bonfim
APPC - Associação do Porto de Paralisia Cerebral
Alzheimer Portugal - Delegação Norte

Território(s) de intervenção

1. Freguesia do Bonfim

Bonfim, Porto
Critério 1. Condições de habitabilidade deficientes ou precárias, nomeadamente:
Mau estado das habitações, por deficiente construção, falta de manutenção ou por estarem situadas em territórios afetados por incêndios nos últimos cinco anos
Exiguidade do espaço habitável
Ventilação e iluminação solar insuficientes ou baixo conforto térmico e acústico
Critério 2. Número significativo de moradores com rendimentos baixos ou muito baixos, nomeadamente:
Pessoas com poucos anos de escolaridade
Pessoas abrangidas por prestações e apoios do subsistema público da ação social
Critério 3. COVID-19
Número significativo de pessoas de risco em caso de COVID-19, nomeadamente idosos e portadores de doenças crónicas
Critério 6. Número significativo de crianças e jovens em idade escolar a não frequentar a escola ou com elevada percentagem de insucesso, nomeadamente por:
Abandono escolar
Falta de condições para aceder ao ensino a distância
Critério 7. Exclusão social
Número significativo de pessoas em situação de exclusão social, isolamento ou abandono, nomeadamente idosos, pessoas em situação de sem abrigo ou vítimas de tráfico

Atividades

1. Psicologia ao domicílio

Proporcionar um plano de sessões de psicologia no domicílio com vista a combater o isolamento social não só consequente da realidade pandémica, mas também pré-existente; promover mecanismos e competências face a estados ansioso-depressivos resultantes do isolamento e da evolução, cada vez mais preocupante, do surto epidemiológico por Sars-CoV-2; fomentar relações de confiança e promover o discurso espontâneo, o diálogo e o sentido crítico; estimular e reabilitar a nível cognitivo.
Destinatários preferenciais
Idosos, Adultos (população em idade ativa)

2. Terapia Ocupacional ao domicílio

Proporcionar um plano de sessões de terapia ocupacional no domicílio, o que permitirá realizar uma avaliação direta das dificuldades sentidas no desempenho das ocupações e rotinas de cada um e uma intervenção direta nas mesmas. As atividades desenvolvidas podem promover o treino de atividades da vida diária, o treino cognitivo, a promoção de competências motoras, sensoriais, entre outras; sendo que cada plano de intervenção e atividades utilizadas dependem do utente, das suas necessidades, dos seus gostos e do seu ambiente.
Destinatários preferenciais
Idosos, Adultos (população em idade ativa)

3. Podologia ao domicílio

Providenciar cuidados de podologia no domicílio, com vista a tratar alterações resultantes da diminuição do tecido adiposo no calcanhar e nas cabeças dos metatarsos, do aplanamento do arco plantar, do défice progressivo do retorno venoso, da diminuição da elasticidade na pele e da sensibilidade e do aparecimento de alterações anatómicas, como a onicogrifose (unha muito grossa) e a onicomicose (micose da unha).
Destinatários preferenciais
Idosos, Adultos (população em idade ativa)

4. Capacitação de Profissionais

Desenvolver ações de capacitação de diferentes profissionais no âmbito da demência, nomeadamente ao nível da compreensão das alterações cognitivas, funcionais e comportamentais, das estratégias de comunicação, das relações interpessoais e dos cuidados a cuidadores e das estratégias de intervenção nas atividades da vida diária.
Destinatários preferenciais
Adultos (população em idade ativa)

5. Ações de Sensibilização_Pandemia Covid-19

Intensificar a informação e sensibilização em relação à pandemia provocada pela COVID-19, promovendo o esclarecimento da população sobre as principais medidas para prevenir o contágio e propagação da COVID-19 e mobilizando a comunidade para a adoção de comportamentos de segurança.
Destinatários preferenciais
Toda a comunidade

6. Conforto no lar_intervenções no domicílio

Realizar pequenos arranjos de obras de reabilitação preventiva e corretiva no domicílio dos destinatários do projeto, promovendo condições elementares de segurança e, portanto, o conforto e o bem estar geral.
Destinatários preferenciais
Idosos, Adultos (população em idade ativa)