N. 737/2020

Tipo de projeto e valor máximo de financiamento

Projeto integrado (máximo 50.000 Euros)

Eixos de intervenção em que se enquadra o projeto

Financiamento

Valor solicitado

50.000,00 €

Valor de outros financiamentos

2.000,00 €

Valor total

52.000,00 €
Mapa de localização da candidatura

Mapa das candidaturas financiadas


Pontes

O pojeto Pontes quer dar resposta a uma necessidade premente identificada num bairro de habitação social em que a falta de equipamentos coletivos e a consequente escassez de convivência têm originado um clima de insegurança e conflitualidade latente. A situação de pandemia, num território considerado de alto risco e as medidas de confinamento têm agravado os estigmas e tido consequências devastadoras na saúde mental dos residentes do bairro que se sentem cada vez mais alvo de preconceitos. A requalificação de uma garagem e a sua transformação em centro comunitário de animação, a construção de um forno comunitário e de jardins de ervas aromáticas, e a dinamização de atividades nesses mesmos espaços, serão a oportunidade de estreitar laços, estabelecer pontes com outros residentes da freguesia que não moram no bairro assim como permitir que os residentes de uma população particularmente fragilizada possam ter um papel consciente nas suas opções de vida relativamente a sua saúde.

Objetivos

Objetivo geral e justificação

A Urbanização das Nogueiras é um bairro de habitação municipal construído em 2002, no Teixoso, freguesia limítrofe à cidade da Covilhã onde residem 160 famílias, está localizado numa zona periférica da freguesia, isolado de outras construções e carateriza-se por uma manifesta ausência de equipamentos comunitários e um espaço público desqualificado e pouco valorizado. A maioria dos residentes partilha os mesmos problemas: desemprego, baixa escolaridade e dependência dos apoios do sistema de segurança social. A congregação num mesmo território de todos estes problemas e a situação de pandemia têm contribuído para a consolidação dos estigmas e preconceitos, e a um clima de insegurança com graves consequências para a saúde mental e física dos residentes. O objetivo do projeto Pontes é reverter a situação de mal-estar psicológico latente no bairro, pela requalificação de um espaço que permita que os residentes partilhem, aprendam e estabeleçam laços e pontes com os habitantes da freguesia.

Objetivo específico 1 e justificação

Intervenção em três espaços de uso comum que possam envolver e beneficiar diretamente 480 moradores do bairro, em actividades comunitárias de forma a combater o clima de conflitualidade e mal-estar pela partilha de um projeto comum e de recursos e atividades sugeridas pelos residentes. A criação de um centro de animação comunitário, um forno a lenha e jardins de cheiros em canteiros elevados permitem transformar espaços comuns votados ao abandono, em locais acolhedores e seguros que permitam a dinamização de atividades para crianças, famílias e idosos, que permitam organizar eventos, debates ou iniciativas culturais, recreativas ou formativas, actividades que possam reconciliar as pessoas com o seu bairro, e permitam a dinamização de actividades que para além da sustentabilidade do espaço e do reforço na economia doméstica das famílias construa uma imagem positiva do bairro.

Objetivo específico 2 e justificação

Dinamizar atividades que possam fortalecer os laços comunitários e a solidariedade e criar pontes entre os 480 residentes do bairro. Para alcançar este objetivo será criada 1 associação de moradores cujo papel será a gestão dos espaços e equipamentos criados e a partilha de saberes equipamentos e infraestruturas. A atividade Massa Mãe permitirá que os residentes façam o seu pão, envolvendo um grupo de pessoas mais velhas já identificado com experiência na realização de oficinas. Acreditamos que este será um excelente meio de dinamizar atividades intergeracionais, valorizando os saberes e experiências de vida dos mais velhos. Esta iniciativa permitirá ainda alertar para o excesso de sal e para a importância da utilização de outras farinhas menos processadas, permitindo que outros residentes do bairro possam adquirir 1 pão de qualidade e saudável a um preço mais baixo e numa ótica de solidariedade e sustentabilidade.

Objetivo específico 3 e justificação

Dar resposta às necessidades em saúde, de 260 residentes, numa ótica de proximidade, identificadas no Plano Local de Saúde Cova da Beira 2018-2020 que enfatiza a necessidade do envolvimento e participação dos stakeholders da comunidade local. O referido Plano indica ainda a importância de capacitar o cidadão, conferindo-lhe um papel de maior responsabilidade na gestão da sua saúde e ter parte ativa nas opções de vida saudável. Haja Saúde será assim uma atividade dinamizada por um enfermeiro de saúde pública da Administração Regional de Saúde do Centro e abordará com os residentes temáticas que identificaram como sendo causadoras de maior morbilidade no território, nomeadamente a hipertensão, a diabetes, o excesso de peso, os comportamentos aditivos, a saúde mental entre outros. De referir que esta atividade consistirá em ações de sensibilização e esclarecimento de dúvidas numa ótica de prevenção, sendo facilitado o encaminhamento para as instituições de Saúde Pública quando necessário

Parceria local

Promotora

Beira Serra - Associação de Desenvolvimento

Parceira

Município da Covilhã
Maria da Graça de Jesus Duarte
ACES Cova da Beira
União das Freguesias de Teixoso e Sarzedo
Universidade da Beira Interior

Território(s) de intervenção

1. Bairro das Nogueiras

Teixoso e Sarzedo, Covilhã
Critério 1. Condições de habitabilidade deficientes ou precárias, nomeadamente:
Desadequação severa dos espaços comuns
Ventilação e iluminação solar insuficientes ou baixo conforto térmico e acústico
Critério 2. Número significativo de moradores com rendimentos baixos ou muito baixos, nomeadamente:
Pessoas em situação de desemprego, lay-off ou precariedade laboral
Pessoas com poucos anos de escolaridade
Pessoas abrangidas por prestações e apoios do subsistema público da ação social
Critério 3. COVID-19
Número significativo de pessoas de risco em caso de COVID-19, nomeadamente idosos e portadores de doenças crónicas
Critério 4. Número significativo de pessoas com constrangimentos de acesso a cuidados de saúde, nomeadamente por:
Falta de condições de mobilidade e transporte
Falta de capacidade económica para aquisição de medicamentos
Critério 6. Número significativo de crianças e jovens em idade escolar a não frequentar a escola ou com elevada percentagem de insucesso, nomeadamente por:
Abandono escolar
Falta de condições para aceder ao ensino a distância
Critério 7. Exclusão social
Número significativo de pessoas em situação de exclusão social, isolamento ou abandono, nomeadamente idosos, pessoas em situação de sem abrigo ou vítimas de tráfico

Atividades

1. Espaço 33 - Requalificação de garagem

Requalificação de uma antiga garagem de 176 m2, propriedade do Município e com protocolo de utilização do espaço para realização de actividades de Animação Comunitária desde 2006 com a Beira Serra. O espaço, uma antiga garagem, nunca teve obras de requalificação, apenas algumas pinturas e mobiliário. Serão criadas 3 salas (1 multiusos, 2 de formação/oficina, 2 casas de banho). Esta requalificação permitirá desenvolver actividades de dinamização comunitária previstas no projeto, e perspectivar actividades de uso comunitário que garantam a sustentabilidade do espaço e rentabilidade no futuro.
Destinatários preferenciais
Crianças, Jovens, Idosos, Adultos (população em idade ativa), Famílias, Toda a comunidade

2. Mãos na Massa

A construção de um forno a lenha comunitário é uma reivindicação já antiga entre os moradores, grande parte provenientes de um contexto rural onde cozer o próprio pão era uma rotina semanal. Este equipamento será projetado em parceria com o Departamento de Arquitetura da UBI, num Concurso de Ideias lançado no inicio do ano, que incluirá consultadoria cientifica na aérea da arquitetura e um júri integrando moradores, poder local e 1 dinamizador comunitário. A construção terá a participação dos trabalhadores da Junta de Freguesia do Teixoso.
Destinatários preferenciais
Idosos, Famílias, Toda a comunidade

3. Jardins de Cheiro

O bairro é provido de um amplo espaço comum com passeios largos e canteiros, atualmente em mau estado de conservação. Propomos numa das zonas de socialização com canteiros de terra fazer a instalação de canteiros altos para cultivo de ervas aromáticas e que permitam a utilização por pessoas com pouca mobilidade. Este equipamento irá permitir dinamizar ações de cariz comunitário e de saúde, à volta das plantas. Esta é uma ideia que parte também dos moradores, o que irá permitir uma apropriação do espaço e a sua valorização. Os canteiros altos . Esta ação será coordenada pelo DEA-UBI.
Destinatários preferenciais
Idosos, Adultos (população em idade ativa), Famílias, Toda a comunidade

4. Haja saúde

Esta atividade decorrerá no Espaço 33 de forma a permitir o distanciamento desejável e terá início em abril após a conclusão das obras. A atividade decorrerá com uma frequência mensal e um total de 9 sessões dinamizadas por um enfermeiro em saúde pública, numa ótica de proximidade e capacitação dos residentes para opções de saúde conscientes e informadas. Os temas abordados seguirão as necessidades diagnosticadas no Plano Local de Saúde e funcionarão em articulação com outras atividades como por a confeção de pão de qualidade ou a utilização de ervas aromáticas para evitar o excesso de sal.
Destinatários preferenciais
Crianças, Jovens, Idosos, Adultos (população em idade ativa), Famílias, Toda a comunidade

5. RODA – Reunir e Organizar Dinâmicas Associativas

Esta acção tem como objectivo a constituição de uma associação de moradores no Bairro das Nogueiras, e incluirá 8 sessões de discussão e ampliação de conhecimento acerca de associativismo, participação cívica, equidade social, interculturalidade e igualdade de género. Pretende-se a capacitação dos moradores para o desenvolvimento de um plano de acção promotora da qualidade de vida no bairro, que afirme as necessidades colectivas e promova boas relações de vizinhança. As sessões terão como facilitadores pessoas que se destaquem pela sua experiência no associativismo e participação cívica.
Destinatários preferenciais
Jovens, Idosos, Adultos (população em idade ativa), Mulheres

6. Massa Mãe

A atividade consiste numa oficina de pão que funcionará após a conclusão da construção do forno e a requalificação do espaço 33 previstos para o mês de abril. Esta oficina será dinamizada por idosos voluntários, residentes no bairro que manifestaram o desejo de transmitir um saber fazer que querem resgatar. Durante os meses de maio e junho, esta atividade funcionará com uma periodicidade semanal, sendo posteriormente mensal e dinamizada por padeiros tradicionais e aberta aos residentes da freguesia que poderão aprender e levar o seu pão a um preço simbólico e numa ótica de sustentabilidade.
Destinatários preferenciais
Jovens, Idosos, Adultos (população em idade ativa), Famílias, Toda a comunidade

7. Que Lata!

Esta atividade será uma atividade intergeracional para idosos, crianças e jovens, consistirá numa oficina de criação de stencils e decorrerá no Espaço 33, a partir do mês de abril, com uma periodicidade quinzenal dinamizada pelas Formas Efémeras, uma empresa de curadoria de arte urbana, sediada na cidade da Covilhã, promotora do WOOL, Covilhã Urban Art Festival. Esta atividade será concluída no mês de junho com a realização de um mural no bairro, criado, imaginado e realizado por crianças e idosos.
Destinatários preferenciais
Crianças, Jovens, Idosos

8. Há Festa no Bairro

Esta atividade decorrerá durante o mês de Junho para permitir, tendo em conta o contexto de pandemia, que a festa seja ao ar livre num clima seguro e alegre. Aproveitando o facto de os residentes do bairro terem manifestado a vontade de organizar uma festa comunitária no São João, será a ocasião de partilhar com os parceiros, Câmara Municipal, Junta de Freguesia, Aces, voluntários, os resultados alcançados, tanto ao nível da requalificação urbanística como das dinâmicas comunitárias. Será também a inauguração formal do Espaço 33 e do Forno com a confeção e degustação de bolas de sardinha.
Destinatários preferenciais
Crianças, Jovens, Idosos, Adultos (população em idade ativa), Famílias, Toda a comunidade