N. 354/2020

Tipo de projeto e valor máximo de financiamento

Projeto integrado (máximo 50.000 Euros)

Eixos de intervenção em que se enquadra o projeto

Financiamento

Valor solicitado

49.799,00 €

Valor de outros financiamentos

1.500,00 €

Valor total

51.299,00 €
Mapa de localização da candidatura

Mapa das candidaturas financiadas


Registos

AlimentarMente

O projeto AlimentarMENTE é um projeto pensado localmente, centrado na comunidade do território da Alta de Lisboa/Bairros 7 Céus e PER11 da Freguesia de Santa Clara e nas pessoas e famílias a receber apoio alimentar designadamente no âmbito do FES-COVID-19, Banco Alimentar, POA PMC, Refood e nos beneficiários da SCML referenciados com situações de saúde mental associadas. Estas pessoas e famílias, bem como as organizações (setor público, privado e social) são consideradas parte da solução e estão envolvidas na discussão e adaptação das estratégias e atividades a desenvolver, reforçando a coesão e sustentabilidade social através do empowerment e compromisso das mesmas. O projeto AlimentarMENTE pretende criar uma rede colaborativa comunitária suportada na plataforma digital AlimentarMENTE, nos espaço Alimentar e espaço Mente, na produção de ações e ferramentas de promoção da literacia em saúde com enfoque na promoção da saúde mental e da alimentação saudável e sustentável.

Objetivos

Objetivo geral e justificação

Desde 2011 que se constitui no seio da Comissão Social de Freguesia um grupo de trabalho em emergência alimentar que articulada e intersetorialmente implementou três projetos BIP/ZIP em diferentes anos todos eles na área da insegurança e emergência alimentar nos territórios de Santa Clara. Com o aprofundar de conhecimento das multinecessidades do território, das pessoas e famílias e do trabalho em rede desenvolvido tem-se identificado que a saúde mental tem assumido uma expressão muito significativa e cumulativamente alguma manifestação de dificuldade dos técnicos no acompanhamento deste público. A pandemia COVID-19 em Santa Clara intensificou as problemáticas em saúde especificamente a insegurança alimentar e a saúde mental. Assim, o AlimentarMENTE pretende promover a qualidade vida e bem estar das pessoas e famílias nas dimensões da saúde mental e alimentar através da implementação da rede colaborativa AlimentarMENTE que potencie a sustentabilidade e coesão social no território.

Objetivo específico 1 e justificação

Pretende-se que a construção da rede colaborativa AlimentarMENTE seja amplamente participada pelas pessoas, famílias, técnicos, líderes informais, voluntários, instituições locais (setor publico, privado e social) em todas as fases, num processo de co-aprendizagem e capacitação de todos. Esta construção será feita com os recursos e pontos fortes existentes dentro da comunidade e do território. A plataforma digital e os espaços Alimentar e Mente serão alguns dos produtos que materializarão a rede colaborativa AlimentarMENTE.

Objetivo específico 2 e justificação

Com base nos dados sociodemográficos da freguesia de Santa Clara de baixos níveis de qualificação escolar e profissional, elevada taxa de desemprego, emprego precário, desocupação dos jovens entre outros e dos dados do Plano Local de Saúde é prioritário o investimento na literacia em saúde das pessoas, famílias, organizações (setor público, privado e social), técnicos, líderes informais e voluntários do território. Este investimento será concretizado com o desenvolvimento de ações formação, workshops, materiais e ferramentas digitais com a participação ativa de todos.

Objetivo específico 3 e justificação

Fomentar competências de autonomização e gestão da própria saúde e das atividades da vida diária nas pessoas e famílias a receber apoio alimentar designadamente no âmbito do FES-COVID-19, Banco Alimentar, POA PMC, Refood e nos beneficiários da SCML referenciados com situações de saúde mental associadas.Baseado no Perfil de Saúde e nos dados locais há no território uma grande necessidade das pessoas e famílias conseguirem ter mais e melhores competências para autonomamente conseguirem gerir a sua própria vida. A evidência é robusta, principalmente em territórios e comunidades mais vulneráveis, da relação da melhoria das competências nos ganhos em saúde individual e da comunidade

Objetivo específico 4 e justificação

Incrementar a sustentabilidade do apoio alimentar de emergência no território da Alta de Lisboa/Bairros 7 Céus e PER11 da Freguesia de Santa Clara.Baseado, principalmente, nos 3 projetos BIP/ZIP desenvolvidos tem sido crescente o número de pessoas e famílias que se encontram em insegurança alimentar. Antes de março 2020 cerca de 380 famílias estavam em apoio de emergência alimentar, com a pandemia COVID-19, só a receber o FES-COVID19 alimentação estão cerca de mais 900 pessoas. Do estudo de 2018 a oferta no apoio de emergência alimentar era maioritariamente fornecedor de açucares simples e sódio com baixa riqueza em proteína, fibra, vitaminas, cálcio, magnésio e potássio. Pretende-se com a rede colaborativa aumentar o direito soberano à alimentação saudável no território, apoio de emergência alimentar com base nos recursos do território, a interligação com as hortas da Alta de Lisboa, com o projeto a mercearia do Bairro, o encaminhamento e aproveitamento de excedentes alimentares.

Objetivo específico 5 e justificação

Potenciar a prestação de cuidados de saúde de proximidade na área da saúde alimentar e saúde mental em articulação com os cuidados de saúde primários locais.Baseado no Perfil de Saúde e nos dados SIARS 2016 a hipertensão arterial, alterações lipídicas, a diabetes mellitus, doenças musculo esqueléticas, os problemas de saúde mental e as perturbações depressivas ocupam os lugares cimeiros da lista de diagnósticos ativos. A acessibilidade aos cuidados saúde da Alta de Lisboa, Bairro 7 Céus e PER 11 é identificado pelas pessoas como reduzida por motivos de dificuldades de deslocação, distancia física, mas também pelas reduzidas competências e recursos das pessoas e famílias deste território. O AlimentarMENTE tendo como parceiro a UCC Lumiar+ irá criar no espaço Mente maior proximidade na prestação de alguns serviços em saúde e de futuro com a equipa de proximidade da USF Alta de Lisboa que se espera ser criada no 2º semestre de 2021.

Parceria local

Promotora

PROSAUDESC - Associação de Promotores de Saúde, Ambiente e Desenvolvimento Sócio Cultural

Parceira

Junta Freguesia Santa Clara
O CSPA pretende dar apoio à população da Freguesia de Santa Clara através de respostas e apoios sociais. Desenvolvemos as respostas de Serviço de Apoio Domiciliário, Centro de Dia, Centro de Convívio e Banco Alimentar.
Centro Social e Paroquial da Charneca
Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa
Fundação Professor Francisco Pulido Valente - CAE 94991
Associação para a Valorização Ambiental da Alta de Lisboa - AVAAL
Santa Casa da Misericórdia de Lisboa
Localsapproach
Associação de Moradores do Per 11
Associação Lusofonia Cultura e Cidadania
Lions Clube Lisboa Centro
UCC Lumiar+

Território(s) de intervenção

1. Alta de Lisboa Sul,Rua Raul Rego; PER 11 e Sete Céus

Santa Clara (Ameixoeira, Charneca), Lisboa
Critério 3. COVID-19
Número significativo de pessoas de risco em caso de COVID-19, nomeadamente idosos e portadores de doenças crónicas
Critério 5. Programa Nacional de Vacinação
Taxa de cobertura vacinal do Programa Nacional de Vacinação, atualizado para a idade, inferior a 95 %
Critério 7. Exclusão social
Número significativo de pessoas em situação de exclusão social, isolamento ou abandono, nomeadamente idosos, pessoas em situação de sem abrigo ou vítimas de tráfico

Atividades

1. (Jornadas Colaborativas ) Apresentação pública e auscultação das organizações locais (setor público, privado e social), técnicos, líderes informais e voluntários para a construção da rede colaborativa AlimentarMENTE

Pretende-se fazer uma apresentação a todas as organizações locais do setor público, privado e social, técnicos, líderes informais e voluntários do AlimentarMENTE. Nesta ação irá realizar-se um processo participativo de auscultação das expectativas, contributos para o projeto, identificação de redes de trabalho e comunicação.
Destinatários preferenciais
Toda a comunidade

2. Auscultação das pessoas, famílias a receber apoio alimentar e dos beneficiários da SCML referenciados com situações de saúde mental para a construção da rede colaborativa AlimentarMENTE

Pretende-se fazer uma apresentação personalizada a todas as pessoas, famílias a receber apoio alimentar e aos beneficiários da SCML referenciados com situações de saúde mental associada do AlimentarMENTE. Nesta ação irá realizar-se um processo participativo de auscultação das expetativas, contributos para o projeto, identificação da forma de comunicação, necessidades e prioridades a curto/médio prazo, interesses na área da saúde, alimentação, lazer, cultura, bem estar.
Destinatários preferenciais
Jovens, Idosos, Adultos (população em idade ativa), Mulheres, Famílias, Migrantes, Pessoas com deficiência, Toda a comunidade

3. Diagnóstico e mapeamento social, educacional e de saúde do território da Alta de Lisboa/Bairros 7 Céus e PER11 da Freguesia de Santa Clara e das famílias a receber apoio alimentar e dos beneficiários da SCML referenciados com situações de saúde mental.

Pretende-se construir com base na evidência cientifica e dados locais um diagnóstico com recurso documental e a instrumentos de medida que possam ter uma validação prévia pela equipa de parceiros, técnicos, líderes informais e voluntários do território, por forma a assegurar a acessibilidade aos instrumentos. Com a colaboração da equipa irá aplicar-se os instrumentos, assegurando-se um recrutamento mais efetivo e seguro, uma maior facilidade na colheita de dados, na adesão e posteriormente na interpretação e análise dos dados. Os resultados deste diagnóstico serão públicos na plataforma Alimen
Destinatários preferenciais
Crianças, Jovens, Idosos, Adultos (população em idade ativa), Mulheres, Famílias, Migrantes, Pessoas com deficiência, Toda a comunidade

4. Construção participada da identidade gráfica do projeto AlimentarMENTE

Pretende-se desenvolver uma identidade do projeto com a participação de todos os parceiros, pessoas, famílias a receber apoio alimentar e dos beneficiários da SCML referenciados com situações de saúde mental. A identidade gráfica terá como missiva promover a identificação e o sentimento de pertença com o AlimentarMENTE.
Destinatários preferenciais
Toda a comunidade

5. Construção e implementação da plataforma digital AlimentarMENTE

A plataforma digital será uma ferramenta imprescindível ao suporte e sustentabilidade no território da promoção e prevenção da saúde mental e alimentar porque prossupõe a comunicação intersectorial das organizações e serviços (saúde, bem estar, cultural, lazer, emprego) para melhorar o encaminhamento e a resposta às necessidades das pessoas e famílias. Por exemplo, o encaminhamento dos excedentes alimentares dos espaços comerciais / hortas para as pessoas e famílias autonomamente adquirirem, partilha de materiais de capacitação (prevenção e promoção saúde mental e alimentar) produzidos por líd
Destinatários preferenciais
Toda a comunidade

6. Implementação e dinamização do Espaço Alimentar

O espaço Alimentar situa-se no território será cedido pela Lions Clube Lisboa Centro e já conta com as principais infraestruturas de uma cozinha. A dinamização do espaço iniciar-se-à com a promoção do reconhecimento e sentimento de pertença pelas pessoas e famílias. O espaço terá que ser dotado de alguns equipamento e utensílios de cozinha para a dinamização de workshops, ferramentas digitais pretende-se dinamizar este espaço fomentando a auto cuidado e aprendizagem “Self Care Learning”, promovendo atividades de desenvolvimento de competências pessoais.
Destinatários preferenciais
Jovens, Idosos, Adultos (população em idade ativa), Mulheres, Famílias, Migrantes, Pessoas com deficiência, Toda a comunidade

7. Implementação e dinamização do Espaço Mente

O espaço situa-se no território será cedido pela PROSAUDSC. Será um espaço direcionado a situações de insegurança alimentar e de pessoas com situações de saúde mental, que necessitam de uma supervisão diária, de acompanhamento individualizado e especifico. Pretende-se colaborar no desenvolvimento de um projeto ocupacional e de estimulação adequada à melhoria da qualidade de vida. Um espaço integrador, com atividades estimulação sociocognitiva sensorial, aprendizagem e acompanhamento psicológico. Apoio a famílias com comportamentos de risco e pessoas com doenças crónicas, acompanhamento clínico
Destinatários preferenciais
Toda a comunidade

8. Construção, implementação e avaliação de materiais e ferramentas de promoção da saúde mental e alimentar dirigida às famílias a receber apoio alimentar e aos beneficiários da SCML referenciados com situações de saúde mental.

Baseado nas actividades 1, 2 e 3 irão ser definidas as temáticas e formatos mais acessíveis a desenvolver os materiais e ferramentas de promoção da saúde mental e alimentar. Algumas das áreas prioritárias que já foram identificadas previamente são na área da COVID-19, rentabilização dos géneros alimentícios, preparação e confecção de refeições saudáveis e sustentáveis, gestão e organização doméstica, cultivo e agricultura urbana. Alguns dos materiais e ferramentas serão protagonizados por lideres informais da comunidade e serão de acesso livre nos Espaços e na plataforma digital.
Destinatários preferenciais
Toda a comunidade

9. Construção, implementação e avaliação de materiais e ferramentas de promoção da saúde mental e alimentar dirigida às organizações (público, privado e social), técnicos, líderes informais e voluntários do território da Alta de Lisboa/Bairros 7 Céus e PER11

Baseado nas actividades 1, 2 e 3 irão ser definidas as temáticas e formatos mais acessíveis a desenvolver os materiais e ferramentas de promoção da saúde mental e alimentar. Algumas das áreas prioritárias que já foram identificadas previamente são na área da COVID-19, comunicação, articulação e encaminhamento com/das pessoas e familias em situação de insegurança alimentar e com situações de saúde mental. Materiais que facilitem a intervenção local e as respostas locais. Os materiais irão de acesso livre nos Espaços e na plataforma digital.
Destinatários preferenciais
Toda a comunidade

10. Construção, implementação e avaliação de workshops de promoção da saúde mental e alimentar dirigida às famílias a receber apoio alimentar e aos beneficiários da SCML referenciados com situações de saúde mental

Pretende-se desenvolver acções dirigidas a pessoas e famílias isoladas em idade activa, em insegurança alimentar e/ou com situações de saúde mental que se encontrem clinicamente estabilizados, mas ainda com necessidade de apoio para se reorganizarem e integrarem na comunidade em proximidade com os serviços de saúde e outras respostas como por exemplo, participação em actividades lúdicas e de aprendizagem, apoio para integração no mercado de trabalho. Workshops de cozinha saudável, económica e tradicional, segurança dos alimentos, costura, exercício físico, pintura de prevenção da COVID-19.
Destinatários preferenciais
Toda a comunidade

11. Construção, implementação e avaliação de ações de formação de promoção da saúde mental e alimentar dirigidas às organizações (público, privado e social), técnicos, líderes informais e voluntários do território da Alta de Lisboa/Bairros 7 Céus e PER1

Covid-19, identificação precoce, referenciação e encaminhamento, comunicação com pessoas e familias em situação de insegurança alimentar e com situações de saúde mental associada, gestão de tempo, gestão de recursos, gestão de stress profissional e pessoal.
Destinatários preferenciais
Adultos (população em idade ativa)

12. Realização de visitas locais na cidade de Lisboa dirigidas às pessoas, familias, técnicos, lideres informais e voluntários

A mostra pública do AlimentarMENTE será realizada no território com a participação de todos os parceiros, pessoas, familias, organizações locais (sector público, privado e social), técnicos, voluntários e lideres informais partilha e valorização do AlimentarMENTE com o seu processo de participativo e de coa-aprendizagens. Numa outra vertente mais técnica e científica pretende-se divulgar os resultados do AlimentarMENTE com o objectivo de reconhecimento externo e angariação de parceiros que colaborem no crescimento do AlimentarMENTE para todo o território de Santa Clara.
Destinatários preferenciais
Toda a comunidade