N. 268/2020

Tipo de projeto e valor máximo de financiamento

Projeto integrado (máximo 50.000 Euros)

Eixos de intervenção em que se enquadra o projeto

Financiamento

Valor solicitado

46.900,00 €

Valor de outros financiamentos

7.500,00 €

Valor total

54.400,00 €
Mapa de localização da candidatura


Mapa das candidaturas financiadas


Projeto "Voltar a Sorrir"

O Projeto de inovação social "Voltar a Sorrir" visa intervir ao nível da problemática do envelhecimento da população, através da prestação de apoio social à população sénior e em situação de vulnerabilidade social da Freguesia de Tavira, fomentando a melhoria da qualidade de vida e o ageing in place. Desta forma pretende favorecer a oportunidade de envelhecer no meio residencial através de uma oferta de serviços diversificada que tem em vista a satisfação das necessidades básicas (compras, cuidados de saúde, apoio à gestão financeira e doméstica e ao combate à solidão e isolamento) assim como, pretende promover um trabalho de articulação com as demais instituições, com vista a contribuir para o bem-estar, qualidade de vida e simultaneamente consistir numa resposta de intervenção para atenuar os impactos da Covid 19 na vida do público-alvo.

Objetivos

Objetivo geral e justificação

Objetivo Geral: - Promover a melhoria da qualidade de vida da comunidade sénior e pessoas em situação de vulnerabilidade social; Justificação: Nesta comunidade damos conta de um elevado número de séniores e pessoas a viver em situação de isolamento, solidão e exclusão social, sem qualquer rede de apoio. Com este projeto pretendemos apoiar esta população através do desenvolvimento de um trabalho em rede, de proximidade e respeito pela individualidade humana, facultando a satisfação de algumas necessidades básicas de vida para que o processo de envelhecimento em casa, seja com qualidade e bem sucedido. Dada o cenário atual de Pandemia que vivemos, a intervenção que nos propomos desenvolver será de todo pertinente para apoiar este público, agora ainda mais fragilizado e a carecer de ajuda.

Objetivo específico 1 e justificação

Facilitar o acesso a bens e cuidados essenciais, privilegiando a gestão financeira e doméstica; Justificação: O processo natural do envelhecimento acarreta dificuldades e problemas de saúde (mobilidade, autonomia etc.), que por vezes dificultam a vida dos séniores no acesso a bens e serviços essenciais ou mesmo na realização de tarefas de vida diária, outrora simples, como uma ida a supermercado ou à farmácia. Por forma a auxiliar o público alvo no acesso a bens e cuidados essenciais, pretendemos proporcionar um "serviço" de aquisição de compras e outros ao mesmo tempo que iremos prestar apoio na gestão financeira e doméstica de forma a que os recursos económicos maioritariamente provenientes dos apoios sociais, na sua grande maioria reduzidos, sejam utilizados de forma racional na satisfação das necessidades, evitando o endividamento, as compras supérfluas fomentando a poupança e a gestão do rendimento do agregado familiar ao longo dos meses.

Objetivo específico 2 e justificação

Combater a Solidão e o Isolamento; Justificação: Somos conhecedores da realidade social dos séniores e população vulnerável da freguesia no que aos problemas de isolamento e solidão diz respeito, agora ainda mais agravados pela pandemia, assim como, também somos conscientes do impacto que este confinamento irá ter na saúde mental e física dos séniores, a título de exemplo aumento dos estados de ansiedade, depressão, demência, diminuição da mobilidade entre outros. Para fazer face a estes problemas pretendemos minimizar as consequências inerentes à situação, levando aos domicílios do público alvo, companhia, animação, estimulação cognitiva, cuidados de saúde, através de contactos telefónicos, redes sociais, visitas domiciliárias e outras atividades.

Objetivo específico 3 e justificação

Fomentar hábitos de saúde e segurança em meio residencial. Justificação: Pretendemos que o público alvo envelheça em casa da forma mais saudável possível com condições de habitabilidade, higiene, conforto e segurança, através do acompanhamento quer dos serviços sociais, municipais, de saúde, segurança e proteção, para isso, pretendemos trabalhar em rede e estabelecer uma estreita relação de colaboração com as entidades locais. Por forma a resolucionar as fragilidades e cor mobilidades para que o público alvo se sinta em segurança na sua comunidade e desenvolva hábitos de vida saudáveis, nomeadamente privilegiar uma alimentação adequada e saudável, combate ao sedentarismo, comportamentos de segurança, assim como, relações de proximidade e confiança com os serviços de segurança e proteção.

Objetivo específico 4 e justificação

Valorização da imagem dos séniores perante a comunidade; Justificação: Com o presente projeto pretendemos de forma dinâmica e criativa envolver o público alvo em desafios e atividades que ao mesmo tempo que permitam ir ao encontro dos seus gostos características e necessidades pessoais, permitam a valorização e o respeito do Sénior na nossa Freguesia, uma vez que, muitos destes são poço de sabedoria e conhecimento cultural, trabalharam uma vida inteira, cuidaram dos outros e ao desenvolveram com a nossa orientação algumas tarefas e trabalhos sentir-se-ão mais valorizados e integrados na comunidade.

Parceria local

Promotora

Associação Em Contato Tavira

Parceira

UNIÃO DAS FREGUESIAS DE TAVIRA (SANTA MARIA E SANTIAGO)
Centro Humanitário de Tavira-Cruz Vermelha Portuguesa
Município de Tavira

Território(s) de intervenção

1. União das Freguesias de Tavira - Zona Urbana

Tavira (Santa Maria e Santiago), Tavira
Critério 2. Número significativo de moradores com rendimentos baixos ou muito baixos, nomeadamente:
Pessoas em situação de desemprego, lay-off ou precariedade laboral
Pessoas com poucos anos de escolaridade
Pessoas abrangidas por prestações e apoios do subsistema público da ação social
Critério 3. COVID-19
Número significativo de pessoas de risco em caso de COVID-19, nomeadamente idosos e portadores de doenças crónicas
Critério 4. Número significativo de pessoas com constrangimentos de acesso a cuidados de saúde, nomeadamente por:
Falta de condições de mobilidade e transporte
Falta de capacidade económica para aquisição de medicamentos
Critério 7. Exclusão social
Número significativo de pessoas em situação de exclusão social, isolamento ou abandono, nomeadamente idosos, pessoas em situação de sem abrigo ou vítimas de tráfico

Atividades

1. Acesso a bens e cuidados essenciais

Esta atividade visa apoiar o público alvo que apresente dificuldades em termos de autonomia física, psicológica e ou outros, na realização de compras de supermercado ou outros bens de primeira necessidade, articulação com os serviços de saúde para a solicitação de receitas médicas, marcação de consultas, acompanhamento a consultas e exames, acompanhamento a serviços públicos, bancários, pagamentos de serviços etc. Ao realizar os apoios acima descritos iremos sempre sensibilizar o púbico alvo para as questões de gestão financeira e doméstica, de acordo com os seus rendimentos.
Destinatários preferenciais
Idosos (65 e mais anos), Famílias

2. Combate à Solidão e ao Isolamento

Para esta atividade serão constituídas equipas multidisciplinares (fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, psicólogo, educador social, animador) que se deslocarão às residências do publico alvo, realizando um diagnóstico e um plano de intervenção adaptado às necessidades. Posteriormente sob a forma de visitas domiciliárias a equipa irá desenvolver o plano definido e atividades paracombater a solidão e o isolamento, levando companhia, atenção, estreitando laços afetivos e desenvolvendo atividades que vão ao encontro da promoção da saúde e bem estar no processo de envelhecimento ativo e saudável.
Destinatários preferenciais
Idosos (65 e mais anos), Famílias

3. Saúde Segurança e Proteção no meio residencial

Esta atividade visa promover hábitos de saúde e segurança em meio residencial, nomeadamente, sessões de sensibilização ( segurança no domicílio, prevenção de quedas e acidentes), cuidados de saúde e bem estar estética e nutrição. Por forma a que as pessoas se sintam mais seguras nos seus domicílios será disponibilizada uma linha de apoio à solidão e isolamento, que o público alvo poderá contactar para receber apoio, assim como, irá disponibilizar telemóveis de fácil utilização para que o público alvo possa contactar os serviços de segurança, proteção e familiares próximos aquando necessário.
Destinatários preferenciais
Idosos (65 e mais anos), Famílias

4. Valorização da Imagem dos Seniores na Comunidade

Pretendemos criar uma imagem positiva dos idosos e pessoas vulneráveis na comunidade através do seu envolvimento em atividades comunitárias e em exposições de trabalhos, fotografias.
Destinatários preferenciais
Idosos (65 e mais anos), Famílias