N. 144/2020

Tipo de projeto e valor máximo de financiamento

Serviço à comunidade (máximo 25.000 Euros)

Eixos de intervenção em que se enquadra o projeto

Financiamento

Valor solicitado

24.854,00 €

Valor de outros financiamentos

2.700,00 €

Valor total

27.554,00 €
Mapa de localização da candidatura

Mapa das candidaturas financiadas


Integra(Ação)

Este projeto pretende congregar a população do bairro da Coxa em torno do conceito de Comunidade com o nome e Lema : "Aprender Juntos para Viver Juntos". Pretende criar um autentico espaço de aprendizagem e partilhas de ideias e valores criando uma dinâmica sustentada e orientada para o bem-estar social e a saúde. Tem como objetivo: - Dinamizar atividades recreativas e culturais permitindo um melhor conhecimento e relacionamento entre as populações locais e os jovens migrantes. - Criar um polo de aprendizagem formal e informal para a inclusão; - Desenvolver a literacia na área da saúde dirigida a idosos residentes e jovens estudantes oriundos de países africanos e do Brasil - Fomentar e apoiar o empreendedorismo dos jovens residentes neste território nos quais se incluem também os jovens estudantes; - A Associação Academia da Juventude é uma organização de jovens com sede no Bairro da Coxa e com experiência na mediação comunitária, iremos formar mediadores para comunidade.

Objetivos

Objetivo geral e justificação

O bairro da Coxa circunda o campus de Santa Apolónia do Instituto Politécnico de Bragança. O bairro da Coxa é um bairro social onde convive uma população muito heterogénea. Sofreu nestes últimos anos uma grande mutação resultante do aumento significativo de estudantes estrangeiros nomeadamente dos PALOP’s e do Brasil que residem no bairro e estudam no IPB. Estes estudantes vivem em comunidades fechadas sobre si, numa convivência indiferente com as comunidades locais, gerando esporadicamente algumas fricções. Este projeto tem por objetivo essencial a integração das diferentes comunidades em torno de um projeto congregador que permita uma convivência sadia e geradora de mais-valia potenciando as riquezas culturais das diferentes comunidades e criando um polo identificador para o Bairro. O projeto apresentado é na sua elaboração e execução sustentado pela população local e visa a miscigenação das populações de várias faixas etárias e de diferentes originas étnicas.

Objetivo específico 1 e justificação

Desenvolver a literacia na área da saúde dirigida a idosos residentes e jovens estudantes oriundos de países africanos. Tem-se assistido ao longo deste último ano a focos de COVID nas comunidades estudantis, resultante do seu modo de vida comunitário e da não aplicação dos gestos barreira. A informação veiculada pelas autoridades não chega a estas comunidades que não se sentem abrangidas pela preocupação e pela prevenção. Da mesma forma os estudos e inquéritos recentes realizados junto destas populações evidencia uma deficitária formação em diferentes áreas da saúde, sendo a saúde sexual e reprodutiva muito carenciada de conhecimento. O próprio acesso universal à saúde é desconhecido. Por outro lado a população idosa isolada carece igualmente de descodificação relativamente às questões da saúde e particularmente em relação à COVID. A pandemia cria uma preocupação acrescida e pelo stress que gera compromete a saúde mental dos idosos em geral e mais particularmente dos idosos isolados

Objetivo específico 2 e justificação

Em torno da aprendizagem (polo) queremos desenvolver o conhecimento e reconhecimento mútuo das culturas destas comunidades; Dando ênfase às questões do conhecimento da cultura portuguesa e transmontana para uma melhor integração dos jovens quando chegam à nossa região. facilitar a sua integração através de apoios na procura de habitação, na gestão doméstica, na procura de emprego etc.. Esta mediação será realizada pelos pares que se encontram a residir na comunidade.

Objetivo específico 3 e justificação

Mediar a integração de jovens estrangeiros nomeadamente estudantes africanos e Brasileiros nas dinâmicas sociais locais: Os jovens estudantes oriundos dos países de língua portuguesa constituem uma população significativa neste bairro aproximadamente 30% da população residente. Vivem em comunidades segundo as suas origens. Queremos com este projeto enriquecer a vida comunitária local tornando a existência destas comunidades uma riqueza para o bairro e para a cidade de Bragança. Iremos dinamizar ações culturais e workshops com temáticas das diferentes comunidades, dança, música, gastronomia. Uma atividade centrada no conhecimento das diferentes culturas e religiões a realizar nas escolas da região.

Objetivo específico 4 e justificação

Fomentar e apoiar o empreendedorismo dos jovens residentes neste território nos quais se incluem também os jovens estudantes: Pretendemos dinamizar junto dos jovens a capacidade de empreender através da formação/ação e da criação da figura de mentor. A construção de projetos económicos e/ou sociais será apoiada por profissionais do sector que irão patrocinar em conhecimento o projeto de desenvolvimento dos jovens. Estes projetos poderão ser pensados também numa perspetiva de regresso dos jovens aos seus países de origem.

Objetivo específico 5 e justificação

Criar a figura do mediador: É muito relevante para o projeto a criação da figura de mediador. Os mediadores das comunidades terão o papel de dinamizadores. A sensibilização e informação será mediada pelos pares. A comunicação torna se mais eficientes quando desenvolvia no seio da comunidade étnica, a proximidade de origem, de língua ou dialecto torna mais eficiente a comunicação/formação. A possibilidade de contratar em part-time dois mediadores das comunidades representativas dos estudantes estrangeiros é uma mais-valia para este projecto, dinamizado pelos jovens para os jovens das suas comunidades.

Parceria local

Promotora

Associação Academia da Juventude

Parceira

Jovens Sem Sofá
Centro Social Paroquial dos Santos Mártires
Cáritas Diocesana de Bragança-Miranda

Território(s) de intervenção

1. Bairro da Coxa

Sé, Santa Maria e Meixedo, Bragança
Critério 2. Número significativo de moradores com rendimentos baixos ou muito baixos, nomeadamente:
Pessoas abrangidas por prestações e apoios do subsistema público da ação social
Critério 3. COVID-19
Número significativo de pessoas de risco em caso de COVID-19, nomeadamente idosos e portadores de doenças crónicas
Critério 4. Número significativo de pessoas com constrangimentos de acesso a cuidados de saúde, nomeadamente por:
Falta de documentação ou barreira linguística
Critério 7. Exclusão social
Número significativo de pessoas em situação de exclusão social, isolamento ou abandono, nomeadamente idosos, pessoas em situação de sem abrigo ou vítimas de tráfico

Atividades

1. Pa bu saúde (pela sua saúde)

Inscrita no eixo saúde esta ação visa sensibilizar/informar sobre a organização e constituição do serviço nacional de saúde. Dirige-se a jovens estudantes internacionais sendo a comunidade dos PALOP´s e da comunidade Brasileira o público alvo da intervenção. Prevemos a organização de 1 evento trimestral com a participação da Unidade de Cuidados na Comunidade da ULSNordeste.
Destinatários preferenciais
Jovens, Migrantes

2. Workshop: Procurar os cuidados de saúde

Pretendemos com esta atividade guiar os jovens pelo sistema de saúde português, sob a forma de workshop iremos fomentar a participação através da simulação de situações permitindo aos jovens a descodificação da linguagem utilizada nos diferentes serviços de saúde. Cremos que a língua não seja um obstáculo à procura de saúde.
Destinatários preferenciais
Jovens, Migrantes

3. Oficina: "Pa tadja doença ku ta kamba ora de tem" Prevenção de doenças sexualmente transmissíveis

Pretendemos dinamizar oficinas sobre a temática da saúde sexual e reprodutiva. Dando resposta às necessidades dos jovens para uma sexualidade plena e consciente. Estas oficinas serão dinamizadas pelos pares (estudantes de saúde) com apoio da Unidade de cuidados à comunidade da ULSNordeste. Serão dinamizadas várias oficinas dirigidas a diferentes comunidades.
Destinatários preferenciais
Jovens, Mulheres, Migrantes

4. Está nas tuas mãos (lutar contra a COVID)

Workshop. pretendemos sensibilizar para melhores práticas no combate à doença Covid 19. Estes workshop´s serão realizados juntos dos jovens estudantes mas também juntos dos idosos isolados, e da comunidade residente em geral
Destinatários preferenciais
Jovens, Idosos, Famílias, Migrantes

5. Música para todos

Promover workshop´s de música e percussões para todos os públicos e com forte componente étnicas da música pretende-se dar a conhecer concretamente a cultura das diferentes comunidades residentes no bairro
Destinatários preferenciais
Crianças, Jovens, Idosos, Migrantes

6. Festival Multicultural

Iremos promover o dia da Multiculturalidade através dum festival de música, dança e gastronomia de diferentes origens
Destinatários preferenciais
Crianças, Jovens, Adultos (população em idade ativa), Famílias, Migrantes, Toda a comunidade

7. Cozinha Multicultural

Criação de workshop de culinária, aprender a cozinhar com todos os sabores das comunidades, em pequenos grupos e à la carte para o público.
Destinatários preferenciais
Crianças, Jovens, Idosos, Famílias, Migrantes, Toda a comunidade

8. Workshop´s danças etnográficas

Dinamizar workshop de danças etnográficas das diferentes comunidades residentes no bairro (4 sessões por país, Trás os Montes, Guiné, Brasil, Cabo Verde e outros...) Estes grupos estarão presente no festival Multicultural
Destinatários preferenciais
Crianças, Jovens, Idosos, Famílias, Toda a comunidade

9. Coro Multicultural

Criar um coro que integre as diferentes comunidades( e idades) e um repertório representativo de todas as comunidades residentes do território. Este coro multicultural será também o rostro do projeto com a possibilidade de fazer representações e animar festas e encontros.
Destinatários preferenciais
Crianças, Jovens, Idosos, Famílias, Migrantes, Toda a comunidade

10. Atividades dirigidas às escolas do concelho

Promover as diferentes culturas nas escolas, com mostra das diferentes especificidades culturais, música e dança e apresentação e palestras sobre a cultura e a economia dos diferentes países de origem.
Destinatários preferenciais
Crianças, Jovens

11. Gestão de orçamento doméstico

Preparar os jovens para a gestão doméstica: Para muito de entre eles este é o primeiro contacto com a sociedade de consumo ocidental, mal preparados e com orçamentos mínimos rapidamente caem no ciclo da pobreza. Queremos sensibilizar e formara estes jovens para uma gestão racional dos seus recursos, transmitindo-lhe o valor real do dinheiro (Euro) e ajudando a planear compras e hábitos alimentares.
Destinatários preferenciais
Jovens, Pessoas com deficiência

12. Procura ativa de emprego

Preparar os jovens para a entrada no mercado de trabalho, focado em dois eixos a elaboração de curriculum e a preparação para a entrevista de emprego. Pretendemos reforçar juntos dos jovens a consciência que a procura de emprego não é passiva e tem regras em qualquer contexto.
Destinatários preferenciais
Jovens, Migrantes

13. Empreendedorismo jovem

Fomentar e apoiar o empreendedorismo dos jovens, incutir a necessidade e valorizar a capacidade de empreender. Iremos dinamizar workshop´s com empresários de diferentes sectores de atividade. Queremos criar a figura de mentor. A criação de projeto económicos e/ou sociais será apoiada por profissionais do setor que irão patrocinar em conhecimento e acompanhar tecnicamente o projeto de desenvolvimento do jovem. Estes projetos serão pensados também numa perspetiva de regresso dos jovens aos seus países de origem
Destinatários preferenciais
Jovens, Migrantes

14. Mediador

Criar figura do mediador. É muito relevante para o projeto criar a figura do mediador. Os mediadores da comunidade terão o papel de dinamizadores das diferentes atividades do projeto. A sensibilização, a informação e a própria formação será mediada pelos pares com vista a uma maior eficácia. A comunicação torna-se mais eficiente quando desenvolvida no seio da comunidade étnica, pela proximidade de origem, de língua ou dialeto. Contratar em part-time dois mediadores das comunidades representativas dos estudantes é uma mais-valia formados pelos nosso parceiros institucionais.
Destinatários preferenciais
Jovens, Migrantes