N. 15/2020

Tipo de projeto e valor máximo de financiamento

Projeto integrado (máximo 50.000 Euros)

Eixos de intervenção em que se enquadra o projeto

Financiamento

Valor solicitado

50.000,00 €

Valor de outros financiamentos

0,00 €

Valor total

50.000,00 €
Mapa de localização da candidatura


Mapa das candidaturas financiadas


Associação e Bairro Amílcar Cabral - (Com)vivência Intercultural

O projeto“Associação e Bairro Amílcar Cabral-(Com)vivência Intercultural”,surge como uma resposta sócio-comunitária,que objetiva a criação de um leque de ações que visam a requalificação do bairro,áreas comuns,a capacitação e empoderamento dos moradores.Visa também potenciar a Associação de imigrantes do bairro,melhorando a sua atuação na problemática migratória, tornando-a num espaço de referência de integração das comunidades imigrantes. Ao tornar o bairro ativo, com atividades apelativas à cidadania ativa, permitir-se-á impulsionar o bairro, colmatando o isolamento/sedentarismo e resgatar o sentido de vizinhança outrora mais vincados na sociedade, assim como o espírito de entreajuda. Trabalhar-se-á o bem-estar através de hábitos saudáveis com repercussões na saúde física e mental dos envolvidos. As atividades visam o envolvimento de toda a comunidade num sentido de cooperação, enquanto agentes participativos da mudança,permitindo alcançar o seu desenvolvimento individual e coletivo.

Objetivos

Objetivo geral e justificação

O presente projeto surge de uma necessidade sentida pelos moradores do Bairro de Imigrantes Amílcar Cabral e da Associação que se insere no bairro. Continua-se a assistir, que parte dos imigrantes, tendem a não conseguir dar um passo em frente e quebrar o ciclo, pelo facto de serem desconhecedores de informação, de não terem acesso a apoios diretos que proporcionem a igualdade de oportunidades, fatores estes que desencadeiam bolsas de exclusão e isolamento, que o presente projeto objetiva atenuar. Pretende-se também, o envolvimento da comunidade com a Associação e com o Município de Sines, através da fomentação da participação na vida local, por via de atividade práticas que visem a mudança pessoal, social, coletiva e o consecutivo empoderamento. Objetiva-se a requalificação das zonas e espaços estratégicos, melhorando a sua imagem, proporcionado melhores condições de acesso e o melhoramento da resposta institucional no apoio às atividades sociocomunitárias dirigidas ao grupo-alvo.

Objetivo específico 1 e justificação

- Passar de novos saberes normas e valores inerentes a uma maior cidadania - Melhorar a qualidade de vida da comunidade imigrante, através de ações de sensibilização sobre assuntos do dia-a-dia - Transmitir confiança aos participantes através das duas capacidades - Capacitar jovens para a criação de um movimento de jovens lideres - Promover o associativismo e o envolvimento comunitário junto das comunidades imigrantes, promovendo deste modo também a sua integração - Criar espaços de dialogo e sensibilização da comunidade imigrante do bairro - Incutir a tolerância, reflexão e compreensão - Estimular para a autonomia, responsabilidade e criatividade para que transportem para a sua vida quotidiana - Promover oportunidades de igualdade, experiências e contactos, privilegiando a moderação e o dialogo entre os diferentes atores envolvidos - Empoderar e incentivar mulheres e famílias para o seu desenvolvimento pessoal e coletivo.

Objetivo específico 2 e justificação

-Implementar as medidas de ação do Plano Local da Saúde -Trabalhar para o bem-estar, mudar estilos de vida, proporcionando afetos e emoções positivas -Atuar no comportamento atual que desencadeia influências nocivas na saúde mental, diminuindo os comportamentos de risco e sedentarismo, trabalhando também a autoestima - Acompanhar utentes vulneráveis, proporcionando um serviço de mediação com os serviços - Promover o exercício físico, benéfico para o condicionamento muscular,cardiovascular, saúde óssea,redução da hipertensão, doença cardíaca,AVC,diabetes e também depressão -Sensibilizar os jovens para a problemática da pandemia COVID, demonstrando que determinados comportamentos podem ter consequências negativas para os familiares -Sensibilizar os jovens para a Educação Sexual e Reprodutiva - Sensibilizar a comunidade para a aplicação das regras de higiene e segurança no âmbito do COVID -Trabalhar em parceria com os serviços de saúde na sinalização/apoio de casos COVID na comunidade.

Objetivo específico 3 e justificação

- Fomentar o trabalho comunitário de cooperação que possibilite a construção de uma sociedade de paz e diversidade cultural no bairro - Auto valorização da identidade - Preservação das tradições - Reforço dos laços de vizinhança - Envolvimento das comunidades do bairro no processo de mudança - Possibilidade de contactar com outras realidades abrindo novos pensamentos - Ocupação dos tempos livres, contribuindo para uma edução não formal, potencializando as capacidades individuais e a redescoberta - Criar espaços de liberdade expressão - Implementar ações de ocupação de tempos livres que visem o bem-estar, o conhecimento artístico e cultural - Promoção de atividades inter-geracionais - Combater o sedentarismo da comunidade imigrante, nomeadamente de mulheres - Promover a diversidade cultural no Município de Sines.

Objetivo específico 4 e justificação

-Combater discursos de ódio e estereótipos que tendem a persistir na atualidade -Apoio social e comunitário, através de acompanhamento de situações sinalizadas pela associação e parceiros - Combater o isolamento de pessoas idosas ou dos grupos vulneráveis -Informar para a resolução de problemas, proporcionando a igualdade de oportunidade ao nível do exercício dos direitos e do cumprimento das obrigações, acreditando ser um fator positivo para a redução de casos precariedade laboral e a infoexclusão do cidadão imigrante. Assim, sentimos a necessidade de preparar os indivíduos/famílias para a integração na sociedade de acolhimento -Criação de uma cozinha comunitária de apoio à instituição -Atenuar o número de pessoas imigrantes em situação de exclusão social -Capacitar a instituição através da aquisição de uma viatura para deslocação/intervenção -Auxiliar indivíduos/famílias com poucos rendimentos -Capacitar mulheres e incutir o espirito do empreendedorimo social

Objetivo específico 5 e justificação

- Manutenção das instalações da associação, melhorarando as condições dentro dos espaços já existentes, mas que necessitam da aquisição de equipamentos de ventilação e conforto térmico devido à localização de onde se encontra as instalações, numa zona marítima ventosa não tendo uma climatização adequada para as salas, para que possibilite a realização das atividades - Requalificação de bancos e zonas de lazer do bairro Amílcar Cabral - Reforçar as relações interpessoais dos moradores do Bairro - Melhoramento dos espaços comuns, através da requalificação do espaço para a convívio e lazer dos vizinhos, quintal do vizinho, envolvimento dos moradores na construção em material recicláveis, plantação. - Promoção e sensibilização de ações de sensibilização para a reciclagem e meio ambiente - Desconstruir o pensamento em torno dos bairros de imigrantes - Renovar a imagem do bairro e da associação - Contribuir para o dinamismo do Município

Parceria local

Promotora

Associação Caboverdiana de Sines e Santiago do Cacém

Parceira

Centro Local de Apoio à Integração do Migrante de Sines
Autoridade Saude ULSLA
Câmara Municipal de Sines
Associação Desportiva Mário Rui

Território(s) de intervenção

1. Freguesia de Sines

Sines, Sines
Critério 1. Condições de habitabilidade deficientes ou precárias, nomeadamente:
Ventilação e iluminação solar insuficientes ou baixo conforto térmico e acústico
Critério 2. Número significativo de moradores com rendimentos baixos ou muito baixos, nomeadamente:
Pessoas em situação de desemprego, lay-off ou precariedade laboral
Pessoas com poucos anos de escolaridade
Pessoas abrangidas por prestações e apoios do subsistema público da ação social
Pessoas indocumentadas, requerentes de asilo, refugiados, apátridas ou em condições semelhantes
Critério 3. COVID-19
Número significativo de pessoas de risco em caso de COVID-19, nomeadamente idosos e portadores de doenças crónicas
Critério 4. Número significativo de pessoas com constrangimentos de acesso a cuidados de saúde, nomeadamente por:
Falta de condições de mobilidade e transporte
Falta de documentação ou barreira linguística
Critério 7. Exclusão social
Número significativo de pessoas em situação de exclusão social, isolamento ou abandono, nomeadamente idosos, pessoas em situação de sem abrigo ou vítimas de tráfico

2. Concelho de Sines

Sines, Sines
Critério 1. Condições de habitabilidade deficientes ou precárias, nomeadamente:
Ventilação e iluminação solar insuficientes ou baixo conforto térmico e acústico
Critério 2. Número significativo de moradores com rendimentos baixos ou muito baixos, nomeadamente:
Pessoas em situação de desemprego, lay-off ou precariedade laboral
Pessoas com poucos anos de escolaridade
Pessoas abrangidas por prestações e apoios do subsistema público da ação social
Pessoas indocumentadas, requerentes de asilo, refugiados, apátridas ou em condições semelhantes
Critério 3. COVID-19
Número significativo de pessoas de risco em caso de COVID-19, nomeadamente idosos e portadores de doenças crónicas
Critério 4. Número significativo de pessoas com constrangimentos de acesso a cuidados de saúde, nomeadamente por:
Falta de condições de mobilidade e transporte
Falta de documentação ou barreira linguística
Critério 7. Exclusão social
Número significativo de pessoas em situação de exclusão social, isolamento ou abandono, nomeadamente idosos, pessoas em situação de sem abrigo ou vítimas de tráfico

3. O Bairro onde se incide o projeto, é um bairro de imigrantes constituído por 65 lotes, que teve como primeiros moradores, a 1ªvaga de imigrantes vindos das ex-colónias, abrindo uma tradição de integração de novos moradores imigrantes até aos dias de hoje.

Sines, Sines
Critério 1. Condições de habitabilidade deficientes ou precárias, nomeadamente:
Ventilação e iluminação solar insuficientes ou baixo conforto térmico e acústico
Critério 2. Número significativo de moradores com rendimentos baixos ou muito baixos, nomeadamente:
Pessoas em situação de desemprego, lay-off ou precariedade laboral
Pessoas com poucos anos de escolaridade
Pessoas abrangidas por prestações e apoios do subsistema público da ação social
Pessoas indocumentadas, requerentes de asilo, refugiados, apátridas ou em condições semelhantes
Critério 3. COVID-19
Número significativo de pessoas de risco em caso de COVID-19, nomeadamente idosos e portadores de doenças crónicas
Critério 4. Número significativo de pessoas com constrangimentos de acesso a cuidados de saúde, nomeadamente por:
Falta de condições de mobilidade e transporte
Falta de documentação ou barreira linguística
Critério 7. Exclusão social
Número significativo de pessoas em situação de exclusão social, isolamento ou abandono, nomeadamente idosos, pessoas em situação de sem abrigo ou vítimas de tráfico

Atividades

1. “Ações de sensibilização e capacitação da comunidade”

As ações direcionadas para o público imigrante visam capacitar no sentido de promover o exercício da cidadania ativa e conhecimento, procurando ajudar a combater a exploração e a sua exclusão social, promover a empregabilidade e prevenir situações irregulares e de discriminação. Na atuação juvenil, serão implementadas sessões de capacitação com vista à liderança e associativismo. Pretende-se vitalizar a Associação de moradores, atribuindo-lhes competências e ferramentas. Serão realizadas ações de capacitação de mulheres do bairro, trabalhando temáticas atuais como a igualdade e parentalidade
Destinatários preferenciais
Jovens, Adultos (população em idade ativa), Mulheres, Migrantes

2. “Ações de sensibilização COVID 19”

Promoção de ações de sensibilização, através de campanhas de informação das diretivas no âmbito do COVID 19, direcionadas para o público jovem e moradores do bairro. Criação de brochuras, publicações nas redes sociais da instituição e envio de sms informativos para a comunidade. Objetivando envolver os participantes, serão confecionadas máscaras comunitárias para distribuição pela comunidade. Em articulação com os serviços de saúde será estabelecida uma mediação para alerta e identificação de fontes de contágio, sinalização de casos e acompanhamento dos mesmos.
Destinatários preferenciais
Jovens, Idosos, Adultos (população em idade ativa), Mulheres, Famílias

3. “Gabinete Comunitário de Apoio Comunitário”

Inserido na Associação, visa-se o melhoramento da resposta social que este serviço presta à comunidade.Para tal é necessário adequar este espaço às necessidades diagnosticadas e obter uma viatura que permita o apoio na deslocação para o acompanhamento de utentes com mobilidade reduzida e em situação de isolamento,em consultas no hospital que se insere fora da localidade, e na realização de visitas domiciliárias para entrega de bens. Articulará com o CLAIM Sines no apoio à inclusão de imigrantes,na regularização da situação documental,e sempre que necessário na deslocação ao SEF e consulados.
Destinatários preferenciais
Idosos, Adultos (população em idade ativa), Famílias, Migrantes

4. “Cozinha Comunitária”

É uma resposta social necessária á Associação, que visa a criação de um espaço para a confeção de alimentos para famílias e indivíduos em situação de vulnerabilidade, e de emergência. Permitirá elaborar pratos típicos, criando também sustentabilidade para a instituição, fomentando o empreendedorismo social, recrutando mulheres do bairro. Possibilitará criar iniciativas de promoção da diversidade gastronómica, na comunidade imigrante e locais. As mulheres a mobilizar, serão desempregadas ou com trabalhos precários, e ambiciona-se que possam explorar as suas capacidades e gerar as suas receitas.
Destinatários preferenciais
Toda a comunidade

5. “Vivência Multicultural”

Pretende-se tornar o bairro dinâmico/participativo assinalando datas culturais e religiosas, aproximando os moradores em momentos de partilha, realizando Saraus Culturais: promovendo a arte (música,dança,exposições…),preservando as tradições e dando a conhecer à comunidade de acolhimento a realidade vivida no bairro, combatendo pensamentos estigmatizados em torno dos bairros de imigrantes. Proporcionar-se-á intercâmbios, que promovam o contacto com outras realidades. Ao envolver a comunidade,promover-se-á o convívio inter-geracional, partilha de valores, em desaparecimento na sociedade atual.
Destinatários preferenciais
Toda a comunidade

6. “Promoção de Estilos de Vida Saudável”

A promoção de estilos de vida saudável, visa implementar atividades desportivas direcionadas para pessoas sedentárias residentes no Bairro e de utentes imigrantes, atividade que se encontra delineada no Plano Local para a Saúde de Sines, promovido pelo Centro de Saúde, grupo de trabalho o qual a Associação pertence e administra a componente da participação comunitária. Também no âmbito da saúde mental, serão desenvolvidas oficinas de ocupação do tempo livre para desempregados, imigrantes vulneráveis e idosos do bairro, de construção e de criatividade, para o aumento da motricidade.
Destinatários preferenciais
Idosos, Adultos (população em idade ativa), Mulheres, Migrantes

7. “O nosso Bairro”

Esta atividade tem como finalidade a requalificação das instalações da Associação e do Bairro Amílcar Cabral inseridos no mesmo território. Comporta o melhoramento das acessibilidades da Associação, que condicionam o acesso a pessoas de mobilidade reduzida,e que dada a construção atual, impõem um risco de segurança visto não se encontrarem vedadas, e ambiciona melhorar a ventilação e o conforto térmico dos espaços. No bairro pretende-se realizar manutenção,adquirir bancos e colocar sinalética necessária. As requalificações serão realizadas através do voluntariado de imigrantes beneficiários.
Destinatários preferenciais
Toda a comunidade

8. “Quintal do Vizinho”

Criação de um espaço de convívio e de lazer, que interliga o Bairro e a Associação, potencializando a interação e a socialização dos moradores. Colmatará a inexistência de um espaço comum e de proximidade. No quintal haverá mobiliário construído por material reciclado, espaços verdes que permitirão obter maior conforto para os moradores e utentes da Associação que permita a realização de atividades de exterior como:leituras,debates,tertúlias e dinâmicas e o fortalecimento das relações de vizinhança. O espaço será construído com o capital humano voluntario da Associação e moradores do Bairro.
Destinatários preferenciais
Toda a comunidade