O projeto visa promover a ideia de que todos poderão coexistir em harmonia na comunidade.
O projeto visa promover a ideia de que todos poderão coexistir em harmonia na comunidade.
AMAR PARA INTERVIR+

Projeto Amar para Intervir +

Contribuir de uma forma divertida para uma sociedade mais justa e igualitária

O projeto AMAR PARA INTERVIR+, surge com a pretensão de ser uma resposta na promoção de iniciativas de desenvolvimento e de capacitação das comunidades locais, assim como, intervir de forma célere e eficaz criando comunidades mais resilientes,
inclusivas e saudáveis.

O projeto visa promover a internalização, pelas pessoas, da ideia de que, independente das diferenças existentes na comunidade e das diferentes etnias, todos poderão coexistir em harmonia.

As sessões de intervenção foram divididas em três grupos, crianças com menos de 6 anos, jovens na faixa etária dos 12 anos aos 18 anos e adultos com mais de 25 anos. As temáticas são ministradas quinzenalmente e de forma intercalada, totalizando quatro sessões mensais.

O projeto visa promover a ideia de que todos poderão coexistir em harmonia na comunidade.
O projeto visa promover a ideia de que todos poderão coexistir em harmonia na comunidade.

O tema das sessões iniciais foi “Conhecer diferentes culturas”, e teve como principal objetivo trabalhar os conceitos de multiculturalidade, particularidades e semelhanças entre diferentes etnias.

Seguem-se as sessões “Conversas azuis e rosa”, para promoveram reflexões acerca da temática da igualdade de género.

Para além das sessões de intervenção, neste primeiro trimestre do Programa Bairros Saudáveis, o projeto AMAR PARA INTERVIR+ assinalou com a comunidade do bairro Cabo Mor vários momentos marcantes. Foram desenvolvidas atividades, de
apresentação e início oficial do projeto, com danças, pinturas, balões e muita diversão.

O projeto visa promover a ideia de que todos poderão coexistir em harmonia na comunidade.
O projeto visa promover a ideia de que todos poderão coexistir em harmonia na comunidade.

No decorrer dos meses, aproveitando as datas comemorativas, também foi realizado o magusto no bairro, em que todos, independentemente da idade foram convidados a participar. Neste dia oferecemos castanhas assadas e groselha aos participantes.

O Dia do Pijama foi também assinalado. Esta data pretende ter um caracter educativo e solidário envolvendo todas as crianças até aos 10 anos de idade que frequentem estabelecimentos de ensino. A data deste acontecimento, 20 de novembro,
coincide com o dia da Convenção Internacional dos direitos da criança. O objetivo desta iniciativa é lembrar que todas as crianças têm direito a crescer num lar e numa família. Neste dia, tal como nos estabelecimentos de ensino, vestimo-nos de pijama juntamente com as crianças e realizamos atividades alusivas ao dia. No fim entregamos aos participantes e suas famílias um folheto com a descrição dos direitos da criança.

O projeto visa promover a ideia de que todos poderão coexistir em harmonia na comunidade.
O projeto visa promover a ideia de que todos poderão coexistir em harmonia na comunidade.

Para finalizar o trimestre de atividades e com o intuito de promover um momento especial
para as famílias, foram desenvolvidas iniciativas alusivas à época natalícia. Assim, construímos um cenário de Natal que serviu de pano de fundo para a realização sessões fotográficas, feitas por uma profissional da área, com as famílias participantes no
projeto. Os mais pequenos tiveram direito a uma pequena oferta natalícia e os mais velhos a um cabaz alimentar. Com tudo isto, tentamos contribuir para que a magia desta época estivesse acessível a todas as nossas famílias.

Concluindo, tem sido uma experiência altamente enriquecedora, em que passo a passo vamos mudando pensamentos e conseguindo aliados nesta missão de contribuir para uma sociedade mais igualitária e humana.